Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Pelotas & RS

Paula vai ao Ministério Público contra denúncia falsa

Publicado

on

Prefeitura informa | A prefeitura, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura, vai fazer um boletim de ocorrência na Polícia Civil, por falsa notificação de crime ambiental.

O caso também será levado ao Ministério Público pela Procuradoria-Geral do Município.

A decisão foi tomada após a divulgação de vídeo e texto nas redes sociais, acusando a prefeitura de retirar pequena quantidade de areia junto a restos de algas da orla da praia do Laranjal, para, supostamente, aterrar área do Município localizada nas Três vendas.  

A postagem motivou denúncia à 3ª Companhia de Policiamento Ambiental da Brigada Militar (Patram), que ao investigar a ocorrência não encontrou nenhuma irregularidade.

Segundo o comandante do órgão, capitão André Avelino, uma guarnição do Policiamento foi até os locais indicados, sem encontrar nada ilegal na atuação da Secretaria. 

“É preciso cuidado na hora de denunciar, pois mobiliza-se toda uma estrutura e nesse caso, por exemplo, a queixa não procedia.”

No momento, a prefeitura está juntando provas, anexando fotos e os alvarás de funcionamento dos aterros municipais para dar andamento ao processo.

“Apesar de falsa, esse tipo de postagem causa desgaste, pois ganha grande repercussão nas redes. É um desserviço para a comunidade”, diz Antônio Ozório, titular da Secretaria de Serviços urbanos.

Entenda

Para que moradores e visitantes da praia do Laranjal possam desfrutar das belezas do local, semanalmente a Ssui realiza a limpeza da orla da Lagoa dos Patos, onde vão parar muito lixo e resíduos sólidos, além de plantas aquáticas.

A limpeza é feita através de uma rasta acoplada a um trator, que reúne o material. Após, uma retroescavadeira junta os dejetos orgânicos, que são colocados em um caminhão e levados ao Aterro da Zeferino, na Sanga Funda.

O secretário Ozório explica que, junto com as plantas, parte da areia do Laranjal também é deslocada, uma vez que a Ssui não consegue peneirar o material, a fim de separá-lo.

“Não é possível juntar somente a sujeira. A areia vai junto com o limo, algas, barro, etc. Mas estamos tentando melhorar o processo e pensando maneiras de retirar menos areia”, pontua.

A comunidade pode tirar dúvidas sobre a atuação dos Serviços Urbanos pelos telefones (53) 3229-1401 ou (53) 3283-1129.  

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Especial

Aplicativo com mulher motorista, para levar crianças, surge numa hora ruim para o Uber

Objetivo é atrair as motoristas e os clientes insatisfeitos do Uber

Publicado

on

O novo serviço de transporte por aplicativo – transporte de crianças e mulheres por motoristas exclusivamente do sexo feminino, o LadyDriver – é um desdobramento do modelo de negócio do Uber, do 99, do Cabify. É um exemplo de inovação criativa.

Pelo que apurei, o transporte de nicho (só para crianças e mulheres) surge no vácuo do serviço de Uber e assemelhados, que hoje estariam enfrentando o descontentamento dos motoristas e dos passageiros.

Os transportadores de nicho teriam percebido que motoristas de Uber etc. estão abandonando esses aplicativos, ao perceber que os lucros não compensam os custos de manutenção dos veículos. Isso explicaria um fato que cada vez mais comum: motoristas de Uber, após chamados pelo cliente, estão cancelando a corrida, escolhendo as que lhe convêm, quando convêm.

PUBLICIDADE

Concorrência

A ideia do serviço exclusivo para crianças e mulheres, só com motorista mulher, é uma tentativa de entrar no mercado e concorrer com o Uber etc. Ao propor levar e trazer crianças, cuja integridade não tem preço (daí motorista só mulher: para afastar a ideia de assédio sexual infantil), o negócio deverá ter tarifa cerca de 30% mais cara que a da Uber, embora, no momento, eles não toquem no assunto.

Os empreendedores acreditam que motoristas mulheres insatisfeitas do Uber vão migrar para o novo aplicativo de nicho, buscando ganhar mais, assim como clientes, por insatisfação com o Uber. É no que eles apostam pelo menos.

A ideia seria, aos poucos, “roubar” clientes dos aplicativos sem nicho e, no médio prazo, ampliar a condução a passageiros de todos os gêneros e idades, concorrendo com o Uber e outros, mesmo cobrando mais caro.

Parece até que estamos nos Estados Unidos. Iniciativa típica de livre mercado, soluções novas dispostas a superar as oferecidas. Inovação em velocidade rápida, como nos EUA.

Para os empreendedores dos aplicativos de nicho, as pessoas estariam dispostas a pagar mais caro pelo transporte, desde que o serviço seja bom, seguro e não falte quando chamado. Será que vai dar certo? Será que a Uber e seus colegas reagirão?

Foto divulgação do LadyDriver

PUBLICIDADE

Clique aqui para um tour pela Escola Mario Quintana

https://marioquintana.com.br/tourvirtual/

Continue Reading

Pelotas & RS

UFPel seleciona professores substitutos

Há 11 vagas para diversas áreas do conhecimento

Publicado

on

Estão abertas até domingo (31) as inscrições para processo seletivo de professores substitutos.

Há 11 vagas para diversas áreas do conhecimento, sendo que destas, duas são reservadas para candidatos autodeclarados negros e uma para pessoa com deficiência.

O período provável de provas é de 1º a 8 de dezembro, incluindo o final de semana. Esse prazo poderá ser ampliado em decorrência da quantidade de candidatos com inscrições homologadas.

Mais informações podem ser encontradas no edital, disponível neste link.

PUBLICIDADE

Clique aqui para um tour pela Escola Mario Quintana

https://marioquintana.com.br/tourvirtual/

Continue Reading

Pelotas & RS

Aplicativo para transporte de crianças procura motoristas mulheres

Criada em 2017, LadyDriver pretende criar 100 oportunidades de trabalho nas próximas semanas

Publicado

on

Prefeitura divulga: “Está chegado a Pelotas e região o primeiro aplicativo de transporte de mulheres e crianças com apenas motoristas mulheres”.

Segundo a prefeitura, ao propagar o serviço, o objetivo é trazer igualdade de gênero a este segmento, atender as necessidades do universo feminino, ser uma ferramenta para alavancar a independência financeira desse público e trazer mais segurança ao público feminino na hora de se locomover”.

O novo serviço surge num momento ruim para a Uber e assemelhados.

PUBLICIDADE

Clique aqui para um tour pela Escola Mario Quintana

https://marioquintana.com.br/tourvirtual/

O aplicativo começa suas operações em Pelotas pelo cadastramento de motoristas com o objetivo de atingir mais de 100 registros nas próximas semanas. A motorista precisa acessar o aplicativo LadyDriver no Google Play (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.ladydriver.driver) e, após o cadastro, a  pessoa recebe as instruções para dar continuidade ao interesse de registro. 

Segundo Andressa Curtis, representante da empresa, ela será um grande diferencial da plataforma está na possibilidade de a motorista poder cadastrar um número de telefone de emergência para qualquer eventualidade. “Não bastasse a questão da segurança, também há uma preocupação com o retorno financeiro, pois somos a única empresa do setor onde a motorista começa a ganhar desde o momento em que a corrida é aceita.”

PUBLICIDADE

Continue Reading

Em alta