Família reclama da polícia em morte de empresário

Família de Mauro da Costa Lopes, 37, está inconformada.

O empresário morreu após receber um tiro na cabeça de policiais da Brigada Militar, na madrugada de sábado passado, na Estrada da Gama.

A polícia diz que Mauro teria fugido de uma barreira policial na Dom Joaquim e, na altura da Estrada da Gama, jogado o carro sobre policiais, além de apontado um revólver para eles.

A família diz que Mauro não possuía arma. Reclama da violência na ação policial e diz que não houve perícia no local do crime.

A Delegacia  de Homicídios e Proteção à Pessoa, Polícia Civil, abriu inquérito.

Outro inquérito foi instaurado na Brigada Militar, que recolheu as armas dos três policiais envolvidos na ação que vitimou Mauro e as encaminhou para perícia.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.