‘Estou interessado na minha inocência, não no debate da prisão em 2ª instância’

O Supremo Tribunal Federal começa nesta quinta-feira a analisar a constitucionalidade da prisão após decisão em 2ª instância.

Se o STF reverter a interpretação de prisão após condenação em 2ª instância – dada pela mesma Corte em 2016 -, pode beneficiar Lula no processo do triplex do Guarujá.

“Eu estou interessado na minha inocência. […] Se vai ser um ano a mais ou um ano a menos, se vou ficar aqui ou em outro lugar, não importa. Nada me interessa a não ser a minha inocência”, disse Lula, em entrevista ao UOL.

O relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, deve iniciar a leitura de seu voto somente na próxima semana porque, primeiramente, haverá a sustentação oral de advogados a favor e conta a tese analisada.

A Advocacia-Geral da União e a Procuradoria-Geral da República também se manifestam.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.