Pacto pela Paz promove ‘aulão’ gratuito preparatório ao Enem

Nos dias 3 e 10 de novembro, milhares de pelotenses deverão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). E é com o objetivo de preparar jovens e adultos para um momento decisivo que o Pacto Pelotas pela Paz, em parceria com o curso pré-vestibular Anglo, promove o Aulão Aberto Enem 2019, na próxima quarta-feira (30), das 15h às 21h. A atividade, no Mercado Central, é gratuita e aberta à comunidade.

Matemática, filosofia, história, português, literatura, química, biologia, geografia, física e redação. Os principais tópicos abordados na prova serão apresentados de forma multidisciplinar, acompanhados de uma introdução ao exame. Adicionalmente, haverá dicas de acesso aos locais de prova, como administrar o tempo, o tipo de caneta aceito, como são calculadas as notas, entre outras.

“É uma aula simples para quem quer cursar Medicina”, explica o diretor do Anglo Pelotas, professor Luís Fernando Gallo. A ideia realizada desde 2012, mas pela primeira vez com apoio da Prefeitura, busca preencher as lacunas da rede de ensino, democratizando o acesso a informações que podem garantir a entrada no ensino superior, com uma linguagem fácil para as mais diversas faixas etárias.

“Quem trabalha com educação sabe que é isso que muda perspectivas, faz os olhos brilharem. A universidade é um fator de mobilidade social. A escolaridade muda contextos e realidades, dá oportunidades”, enfatiza o professor.

Serão 600 cadeiras espalhadas pelo Largo Edmar Fetter, e a população é convidada a trazer banquinhos, cadeiras de praia e esteiras para que mais pessoas possam assistir ao Aulão. A escolha pelo local deu-se pela centralidade e por ser público, facilitando o acesso da comunidade. Em caso de chuva, o evento será transferido para o dia seguinte, 31 de outubro.

Mais informações estão disponíveis no evento do Facebook: AQUI.

O Aulão Aberto Enem 2019 integra a estratégia Banco de Oportunidades do Pacto Pelotas pela Paz, que aposta no protagonismo juvenil e na abertura de vagas – em cursos e oficinas, e de emprego –, para combater a violência e mostrar novas perspectivas de futuro.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.