Bolsonaro sobre Globo: “Canalhas”

Matéria do Jornal Nacional de ontem á noite diz que um dos assassinos de Marielle Franco foi encontrar o comparsa informando à portaria do condomínio que ia à casa 58, da família Bolsonaro, onde um certo “senhor Jair” teria autorizado a sua entrada.

Após o carro passar pela cancela, o porteiro teria percebido que o visitante não se dirigia à casa 58. Preocupado, o porteiro teria então ligado de novo para a residência do presidente Bolsonaro, que, segundo ele, teria respondido “que sabia aonde o outro ia”.

O então deputado Jair Bolsonaro, porém, estava em Brasília na data.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.