‘Se esquerda se radicalizar, um novo AI-5 pode ser feito’, diz Eduardo Bolsonaro

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que um novo AI-5 poderá ser instaurado no Brasil caso a esquerda se radicalize.

“A gente em algum momento tem que encarar de frente isso daí. Vai chegar um momento em que a situação será igual no final dos anos 60 no Brasil”, disse o parlamentar referindo-se aos protestos no Chile.

Eduardo fez a afirmação em entrevista à jornalista Leda Nagle, publicada em seu canal no YouTube.

“Pode ser via um novo AI-5, pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito, como ocorreu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada, pois é uma guerra simétrica”, declarou Eduardo.

O Ato Institucional Número 5 (AI-5) foi o quinto e o mais duro dos 17 grandes decretos emitidos pela ditadura nos anos que se seguiram ao golpe de estado de 1964 no Brasil.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.