Era uma vez em Hollywood

Só fui ver no fim de semana.

“Era uma vez em Hollywood”, de Tarantino.

É excelente. Uma sátira aos estereótipos que o cinema cria, misturando porém a vida artificial dos astros das telonas com a sua vida real.

Tudo muito bem amarradinho, de um jeito que o deboche do mundo do cinema não agride; pelo contrário, o humaniza, lembrando que, por baixo do faz de conta, os artistas, apesar da grana de que desfrutam, são tão confusos, carentes e angustiados como o restante dos mortais.

Que são como nós, carentes de amor e reconhecimento, até mais do que nós.

Sinopse:

Los Angeles, 1969. Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) é um ator de TV que, juntamente com seu dublê, está decidido a fazer o seu nome em Hollywood. Para tanto, ele conhece muitas pessoas influentes na indústria cinematográfica, o que os acaba levando aos assassinatos realizados por Charles Manson na época, entre eles o da atriz Sharon Tate (Margot Robbie), que na época estava grávida do diretor Roman Polanski (Rafal Zawierucha). Classificação indicativa 16 anos, contém drogas, violência extrema e linguagem imprópria.

ERA UMA VEZ EM… HOLLYWOOD

Rubens Spanier Amador é jornalista.

Facebook do autor | Email: rubens.amador@yahoo.com.br

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.