Ligando as pontas… Por Neiff Satte Alam

“… a tecnologia é fundamental numa economia moderna, mas necessita de cérebros bem preparados. Eis então a bandeira mais destacada: a educação.”

(Leonardo Zumpichiatti)

As diferentes tecnologias são as ferramentas que nosso cérebro utiliza para viabilizar uma construção cada vez mais aprimorada do conhecimento e, consequentemente, das competências.

É no cuidado com as gestantes que se inicia esta tarefa, pois já está se formando o cérebro que, bem cuidado e nutrido, será a arma do homem contra as adversidades impostas pelo meio que esta criança encontrará após seu nascimento.

Com toda esta estrutura/conjuntura que se apresenta em nossa sociedade, terá o Estado que assumir definitivamente, não apenas no papel, o cuidado destes pequenos cidadãos que se constituirão nos homens e mulheres que usufruirão de todo o conhecimento tecnológico herdado e ainda terão a tarefa de construir novas tecnologias a serviço do homem, sem comprometerem a existência deste no delicado sistema ecológico, cujo equilíbrio pode ser rompido drasticamente se as novas inteligências não estiverem preparadas de forma segura e adequada.

Ideologias bem fundamentadas, e com viabilidade de execução, poderão ser auxiliares importantes e até decisivos para que o futuro das crianças esteja garantido com ações no tempo presente, mas com profundas raízes em pensamentos sócio-políticos de personalidades do mundo da política e da sociologia.

Esta aparente simples análise tem em suas entrelinhas uma importante conexão entre diversas e diferentes circunstâncias que poderão determinar uma múltipla sustentabilidade, pois se trata de se cuidar da gestante para que sua saúde não comprometa a da criança que se forma em seu interior; cuidar da formação inicial da criança, desde o primeiro dia de vida, para que possa utilizar o máximo de seu potencial e vir a ser um cidadão com liberdade de escolha de seu futuro; do reconhecimento da importância dos avanços tecnológicos, mas que sejam estas tecnologias os periféricos da evolução do pensamento e não o contrário; um ambiente saudável gera indivíduos saudáveis; por fim, que as grandes e importantes ideologias perpassem gerações, atualizem-se dentro e em razão de alterações conjunturais, e permitam uma saudável evolução da espécie humana.

© Neiff Satte Alam é professor Universitário Aposentado – UFPEL Biólogo e Especialista em Informática na Educação

Facebook do autor | E-mail: neiff.olavo@yahoo. com.br

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.