Connect with us

Pelotas & RS

Prêmio para Idealiza (Parque Una) impulsiona expansão da empresa

Publicado

on

Vencedora do Prêmio GRI Awards de Melhor Loteamento do Brasil em 2019 (Parque Una Pelotas), a Idealiza Urbanismo vive uma fase de expansão de suas atividades no País, depois de dar seus primeiros passos com empreendimentos em Pelotas e no litoral norte do Rio Grande do Sul.

Além da construção de um Home Resort em Macapá (AP); do Parque Una, bairro planejado em Pelotas, e de um complexo residencial e comercial em Aracaju (SE), em andamento, a Idealiza está trabalhando na construção de novos loteamentos, condomínios fechados em Santa Maria (RS), Blumenau (SC) e Uberlândia (MG).

O próximo Parque Una será em Uberlândia, em 2020, no mesmo padrão do bairro pelotense.

A Idealiza está também negociando com o objetivo de desencadear novos empreendimentos em 22 áreas, outras cidades e estados. A escolha dessas áreas faz parte do planejamento de expansão nacional. A empresa apresentou os projetos, que, sendo aceitos, abrirão novas frentes de trabalho. Com as negociações prosperando, a perceptiva é de fechar duas ou três áreas por ano, mais da metade na forma de condomínios de lotes do tipo Lagos de São Gonçalo, em Pelotas, condomínio fechado, e mais dois ou três bairros planejados, como o Una.

Outro destaque, pela ambição do empreendimento, será em Aracaju, onde está previsto um complexo de condomínios fechados e de bairro planejado, como o que reúne, em Pelotas, os condomínios Lagos de São Gonçalo e Veredas e o bairro planejado Parque Una. “É um projeto de longo prazo, área de mais um milhão de metros quadrados, com integração à vida universitária, uma escala urbanística ambiciosa”, explica Ricardo Costa, da Idealiza, para quem o momento para a construção civil é, hoje, altamente positivo para crescimento.

Reconhecimento

O reconhecimento obtido pelo Parque Una no GRI Awards vem, coincidentemente, numa hora ideal, uma hora em que a empresa expande suas atividades no Brasil, potencializando a expansão e elevando a Idealiza a novo patamar diante do mercado brasileiro.

Publicidade

Fabiano de Marco, sócio na Idealiza, comenta:

“Ao mesmo tempo em que nos confere um selo para horizontes ainda maiores, o prêmio GRI para o Una e para empresa nos deixou muito felizes porque se trata de um empreendimento que decidimos, Ricardo (Costa, sócio) e eu, realizar justamente na nossa cidade natal, buscando oferecer uma alternativa de morar e viver que não havia em Pelotas, uma decisão que, para nossa satisfação, mostrou-se acertada, com vendas crescentes a cada lançamento que fazemos das torres previstas para o bairro”.

“Quando mudamos a sede para São Paulo, neste 2019, o nosso trabalho aumentou muito, porque, obviamente, temos de pensar grande, ter objetivos ambiciosos, porque é um mercado muito competitivo, que exige uma confiabilidade e uma qualidade muito grandes”, acrescenta.

Papo com Ricardo Costa

Ricardo Costa

No projeto de expansão, disseste que a maioria dos 22 projetos em prospecção serão condomínios fechados, que os bairros planejados devem se limitar a cinco. Bairro Planejado é mais difícil de realizar?

Por suas peculiaridades de concepção, padrões construtivos e pretensões urbanísticas, bairros planejados exigem esforço e dedicação sobre-humanos que demandam 15, 20 anos até a conclusão final. O desafio é maior porque, nesses bairros, nós buscamos atuar também como construtores, como fazemos em Pelotas, no Parque Una.

Pelo tamanho da demanda, nós consideramos, neste momento, realizar até cinco bairros planejados no País, como o nosso recém premiado Una, desafio para o qual nos sentimos confortáveis para atuar, mantendo a qualidade em todos os passos. Evidentemente, no futuro, essa meta pode ser ampliada, tudo a seu tempo.

Qual o tempo de execução de um condomínio fechado?

Nosso feijão com arroz, os condomínios fechados de lotes, a exemplo de Macapá e do Lagos de São Gonçalo, levam no máximo cinco anos, três anos de obra e dois para que os licenciamentos sejam todos conquistados. Um processo muito mais ágil do que exigem os bairros planejados.

Publicidade

Como a Idealiza vê o momento da economia?

Quando a Idealiza surgiu, há 10 anos, o momento para o mercado imobiliário era adverso. Mesmo assim, nós prosperamos. Apesar do vento contra, nosso desempenho foi bom. Hoje, o quadro é muito mais favorável e convidativo aos investimentos na construção civil. Numa economia que retoma crescimento, como começa a acontecer com a nossa, o primeiro setor que aquece é o imobiliário.

A queda da Selic, a taxa básica de juros, tem influenciado positivamente, para baixo, as demais taxas de juros, como a de empréstimos, financiamentos, aplicações financeiras, propiciando maior oferta de capital, no rumo de um cenário nunca visto no país, maravilhoso.

A rentabilidade baixa força o capital a se deslocar para a atividade produtiva, o empurra para correr riscos, o que dinamiza a economia como um todo, impulsionando o PIB, um cenário que é o inferno dos rentistas, já que induz o dinheiro a girar em vez de ficar parado.

No ambiente de baixa taxa de juros, as pessoas buscam diversificar as carteiras e comprar imóveis. O setor é o grande beneficiário, pois passa a dispor de crédito barato para desenvolver projetos numa hora em que as pessoas passam a olhar a compra do imóvel com seriedade.

Ao centro, da esquerda à direita, Ricardo Costa e Fabiano de Marco

Prêmio GRI Adwards para o Parque Una, empreendimento da Idealiza

Parque Una, um lugar histórico em construção

O que eu senti vendo uma fotografia do Parque Una

Idealiza cresce junto com Pelotas

Fabiano de Marco em busca do paraíso perdido
 

Publicidade

Jornalista. Editor do Amigos. Ex-funcionário do Senado Federal, do Ministério da Educação e do jornal Correio Braziliense. Prêmio Esso Regional Sul de Jornalismo. Top Blog. Autor do livro Drops de Menta.

Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Pandemia

Pelotas amplia idade para terceira dose contra covid

Pessoas com idade a partir de 50 anos que tenham recebido a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há cinco meses poderão tomar a terceira dose a partir de segunda-feira (29)

Publicado

on

Pessoas com 50 anos ou mais, que tenham recebido a segunda dose do imunizante contra o coronavírus há cinco meses, poderão receber a terceira dose – ou dose de reforço – em Pelotas. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira (29), nos mais de 30 pontos de vacinação estabelecidos pela Prefeitura.

Os documentos que deverão ser apresentados no momento da aplicação são documento de identidade e Carteira de Vacinação, para comprovar as duas doses ou esquema vacinal completo, com cinco meses de intervalo desde a última aplicação. 

Fique atento à programação

– De segunda a sexta-feira 

* Em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) – das 8h30min às 11h – exceto as unidades sentinela (UBSs Salgado Filho, PAM Fragata e CSU Cruzeiro). 

* Nas UBSs Fraget, Lindoia e Porto – das 8h30min às 15h 

Publicidade

* No Laboratório Municipal – das 13h30min às 17h 

* No Shopping Pelotas, loja 40, das 17 às 21h 

– Aos sábados 

* Escola Estadual Coronel Pedro Osório – das 10 às 15h 

Confira os endereços dos pontos de vacinação 

Centro de Eventos – entrada pela avenida Pinheiro Machado, 3.390 

Escola Coronel Pedro Osório – rua General Osório, 818 – Centro 

Publicidade

Laboratório Municipal – rua Lobo da Costa, 1.774 – Centro 

Shopping Pelotas – avenida Ferreira Viana, 1.526 – Areal 

UBS Arco-Íris – avenida Pery Ribas, 523 – Três Vendas 

UBS Areal I – rua Apolinário de Porto Alegre, 290 – Areal 

UBS Areal Fundos – avenida Domingos José de Almeida, 4.265 – Areal 

UBS Barro Duro – praça Aratiba, 12 – Laranjal 

UBS Bom Jesus – avenida Itália, 350 – Areal 

Publicidade

UBS Caic – avenida Leopoldo Brod, 3.220 – Pestano 

UBS Cascata – estrada Cascatinha 1, s/n – 5º distrito 

UBS Cerrito Alegre – estrada Cerrito Alegre, s/n – 3º distrito 

UBS Cohab Guabiroba – rua Doutor Arnaldo da Silva Ferreira, 352 – Fragata 

UBAI Lindoia – avenida Ernani Osmar Blaas, 344 – Três Vendas 

UBS Cohab Pestano – avenida Leopoldo Brod, 2.297 – Pestano 

UBS Cohab Fragata – rua Paulo Simões Lopes, 230 

Publicidade

UBS Colônia Maciel – acesso Colônia Maciel, s/n – 8º distrito 

UBS Colônia Osório – 4º distrito 

UBS Colônia Triunfo – Colônia Triunfo, s/n – 8º distrito 

UBS Colônia Z-3 – rua Rafael Brusque, 147 – Laranjal 

UBS Corrientes – BR-116 

UBS Cordeiro de Farias – 5º distrito 

UBS CSU Areal – rua Guararapes, 50 A – Areal 

Publicidade

UBS Dom Pedro l – rua Ulisses Batinga, 749 – Fragata 

UBS Dunas – avenida Ulysses Silveira Guimarães (avenida Um), s/n – Areal 

UBS Fátima – rua Baldomero Trápaga, 480 – São Gonçalo 

UBS Fraget – rua Três, 81 – Vila Real/Fragata 

UBS Getúlio Vargas – rua Sete, 184 – Getúlio Vargas 

UBS Grupelli – 7º distrito 

UBS Jardim de Allah – avenida Fernando Osório, 7.430 – Centro 

Publicidade

UBS Laranjal – rua São Borja, 683 – Laranjal 

UBS Leocádia – rua David Canabarro, 890 – Areal 

UBS Monte Bonito – 9º distrito 

UBS Navegantes – rua Dona Darcy Vargas, 212 – Porto 

UBS Obelisco – rua Doutor Francisco Ribeiro Silva, 505 – Areal 

UBS Osório (Loteamento) – rua Barão de Mauá, 217 

UBS Pedreiras – 9º distrito 

Publicidade

UBS Posto Branco (anexo Vila Princesa) – Estrada Porto Alegre antiga, Granja Retiro, s/n 

UBS Porto/Puericultura – rua Doutor João Pessoa, 240 – Centro 

UBS Py Crespo – rua Marquês de Olinda, 1.291 – Três Vendas 

UBS Sanga Funda – avenida Engenheiro Ildefonso Simões Lopes, 5.025 – Três Vendas 

UBS Sansca/Vila Castilho – rua Doutor Amarante, 919 – Centro 

UBS Santa Silvana – Colônia Santa Silvana, s/n – 6º distrito

UBS Santa Terezinha – rua São Miguel, 5 – Três Vendas 

Publicidade

UBS Simões Lopes – avenida Viscondessa da Graça, 107 – Centro 

UBS Sítio Floresta – rua Ignácio Teixeira Machado, 299 – Sítio Floresta

UBS União de Bairros – rua 1, s/n – Loteamento dos Municipários 

UBS Vila Municipal – rua Luciano Galleti, 600 – Três Vendas 

UBS Vila Nova – 7º distrito – Vila Nova 

UBS Vila Princesa – rua Quatro, 3.205 – Três Vendas 

UBS Virgílio Costa – rua Epitácio Pessoa, 1.291 – Fragata 

Publicidade

Todos que optarem por realizar a vacinação no Shopping Pelotas estarão isentos do pagamento da taxa de estacionamento do local. A gratuidade será concedida a quem apresentar a carteira de vacinação. Além disso, quem comparecer para a vacina e adquirir um ingresso para o cinema, para aquela data, ganhará outro ingresso sem custo algum. 

Informações da SMS 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que, como regra, todas as vacinas recomendadas no Calendário Nacional de Vacinação podem ser aplicadas no mesmo dia. Sendo assim, não é mais preciso aguardar o intervalo mínimo de 14 dias entre a aplicação do imunizante contra a Covid-19 e qualquer outro do calendário. 

Importante relembrar que continua a orientação às pessoas que apresentarem sintomas gripais de não comparecer na data marcada. O mesmo vale para quem tiver positivado para o coronavírus. É necessário aguardar 30 dias do início dos sintomas para receber a aplicação.

Continue Reading

Pelotas & RS

Estado paga metade do 13º nesta segunda, 29

Publicado

on

O governo do Estado pagará na segunda-feira (29/22) a metade do 13º salário de 2021 dos servidores do Executivo, cuja parcela está estimada em R$ 700 milhões. Um total de 50% da remuneração líquida será creditado neste final de novembro e o restante do valor será depositado em 20 de dezembro, quitando a folha natalina. O pagamento em dia do 13º não ocorria no Estado desde 2015.

Com o depósito nas datas corretas, o Tesouro do Estado terá uma economia significativa em 2022, estimada em cerca de R$ 140 milhões que seriam decorrentes das indenizações pelo atraso aos servidores.

O pagamento foi viabilizado por uma série de reformas, contenção de gastos, modernização de receitas e uma gestão de fluxo de caixa que já haviam possibilitado o pagamento em dia da folha de cada mês desde novembro do ano passado e a quitação de três parcelas que ainda estavam pendentes do 13º de 2020.

O subsecretário do Tesouro do Estado, Bruno Jatene, explica que colocar o 13º em dia foi mais uma etapa de um conjunto de pagamentos que vinha sendo regularizado.

“Era um grande desafio, um esforço que envolveu diversas equipes do Tesouro do Estado, da arrecadação, do controle e de todos os órgãos, que têm dado importante contribuição ao controle de despesas”, disse Jatene.

O subsecretário lembra que ainda há grandes passivos a serem enfrentados pelo Estado, mas que o pagamento do 13º era uma das mais relevantes metas da gestão que agora se concretiza.

Publicidade

Continue Reading

Especial

Idealiza Cidades: Estância do Laranjal (6)

O episódio final sobre empreendimento da Idealiza previsto para o Balneário dos Prazeres, um lote de alto padrão + história e cultura

Publicado

on

Continue Reading



Publicidade
Publicidade

Mais lidas em sete dias