Prefeita diz que ‘faltou hombridade ao PSB’

Em resposta a declarações do presidente do PSB, Tony Sechi, a prefeita Paula comentou:

“A prefeita que não aguenta qualquer divergência conviveu por três anos com o PSB se posicionando contrariamente a inúmeros projetos do governo. Inclusive, um de seus vereadores faz parte da oposição.

Esta última decisão do PSB foi a gota d’água, porque eu havia convidado os presidentes dos partidos da base para discutir o projeto da iluminação pública. O PSB não se fez presente.

Eu pedi ao presidente a oportunidade de apresentar o projeto e defendê-lo diante dos filiados do partido e não me foi concedida. Fecharam questão contra um projeto que estava no plano de governo, um dos mais importantes para o futuro de Pelotas.

O PSB mostrou publicamente essas divergências e a intenção de coligar com a oposição. Cheguei a questionar o presidente se iriam se posicionar oficialmente.

O que se espera de um partido político é que tenha a hombridade de, no momento em que diverge do governo que integra e flerta com outros grupos políticos, informe oficialmente isso e entregue seus espaços políticos, seus cargos.

A postura do partido mostrou claramente sua vertente fisiológica, incompatível com a história do PSB”.

Sobre os cargos e exonerações, a prefeita acrescentou:

“Os indicados pelo partido deverão ser exonerados. Sobre os cargos de primeiro escalão, vou conversar com cada um para saber suas posições”.

https://amigosdepelotas.com.br/2019/12/18/briga-com-psb/

Em nota, PSB retira apoio ao governo Paula

A carta de Paula rompendo com o PSB

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.