Connect with us

Pelotas e RS

Luciano: “Sou um plantador de lojas”

Publicado

on

Alguns milhares de pessoas marcaram presença na inauguração da loja da Havan em Pelotas, neste sábado (25). Parecia entrada de Brapel.

Pelotas é o sétimo município gaúcho a receber a rede varejista, depois de Caxias do Sul, Ijuí, Passo Fundo, Santa Maria, Viamão e Santa Cruz do Sul.

De acordo com o grupo, serão comercializados cerca de 100 mil itens nacionais e importados. E o grupo investiu R$ 25 milhões na construção da estrutura de 9 mil metros quadrados, erguida junto ao Jockey Club, no encontro das avenidas Salgado Filho e Zeferino Costa.

Luciano mandou um whats para o Amigos:

“Os pelotenses e os gaúchos são um povo acolhedor, alegre e trabalhador. Esse ano vamos acelerar, pretendo abrir 14 lojas no estado, fazendo girar a economia e crescer a geração de empregos. Sou um plantador de lojas por todo o Brasil e nesse querido estado há espaço para muitas Havans. Vou fazer a minha parte, acredito que o Brasil já deu certo e com força, garra e determinação, se tornará o país do pleno emprego. Com mais qualidade de vida e felicidade para todos. Vamos juntos!”

Fotos de Gustavo Vara

O vereador Ivan Duarte (PT) foi lembrado durante a inauguração da loja da Havan em Pelotas, neste sábado.

Há alguns dias, Ivan utilizou as redes sociais para convocar uma manifestação “antifascista” para o dia da inauguração da loja.

Matheus Lima, acadêmico de Filosofia, ao lado do proprietário da Havan, Luciano Hang, respondeu ao vereador (veja no vídeo abaixo)

Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Pelotas e RS

UFPel quer criar três novos cursos de graduação

Publicado

on

A gestão da Universidade Federal de Pelotas apresentará ao Conselho Universitário, na reunião da próxima terça-feira (5), proposta para criação de três novos cursos de graduação. Design de Jogos, Letras – Libras e Literatura Surda e Tecnologia em Comércio Exterior poderão se juntar, caso aprovados, aos outros 100 cursos já ofertados pela UFPel para a formação de cidadãos à sociedade brasileira.

As novas propostas de cursos, entretanto, trazem consigo, de acordo com a vice-reitora Ursula Silva, a tônica da responsabilidade social da universidade pública, por meio da acessibilidade, da inclusão e da democratização do acesso e permanência dos estudantes. Todos eles foram pensados para terem sua oferta noturna, de forma a atenderem uma parcela da população que muitas vezes se vê distanciada das atividades da universidade: os trabalhadores.

O movimento para a criação dos novos cursos vem sendo realizado desde o ano de 2021, quando a Administração Central da UFPel passou a realizar um profundo diagnóstico, junto às unidades acadêmicas, da oferta de graduação proporcionada pela instituição, com especial atenção a dados como a ocupação de vagas ofertadas e evasão, retenção e diplomação.

O cenário encontrado, segundo a pró-reitora de Ensino, Fátima Cóssio, é o de grande dificuldade na permanência dos estudantes no decorrer do curso, especialmente agravada pela crise social e econômica trazida pela pandemia de Covid-19. Fator importante nesse processo, que já era conhecido e discutido, é o fato de que a UFPel tem uma maciça oferta de cursos diurnos e integrais: apenas 20% das vagas da Universidade se encontram em atividades noturnas. “Somos a universidade federal brasileira com maior número de cursos integrais e o menor número de cursos noturnos”, pontua a pró-reitora.

Tal concentração de atividades no período diurno tornou-se um empecilho para que estudantes que precisaram voltar-se ao trabalho para complementar ou até mesmo manter a renda da família, um fenômeno bastante acentuado pela crise atual. “É impressionante a quantidade de estudantes que pedem para trocar para o noturno atualmente”, contextualiza a diretora do Centro de Ciências Sócio-Organizacionais, Isabel Rasia, unidade proponente do curso de Tecnologia em Comércio Exterior.

Além disso, outro dado vislumbrado na análise promovida é o de redução de pessoas interessadas nos cursos da UFPel. Fátima lembra que o número de candidatos concorrendo às vagas oferecidas pela Universidade está diminuindo, especialmente em cursos cuja inserção no mundo do trabalho é mais difícil. “Claro que devemos pensar uma formação ampla e integral, mas também temos que levar em consideração a ocupação pós-curso”, afirma.

“Nesse momento de crise, a Universidade precisa se repensar, se ressignificar, se reinventar”, diz a vice-reitora Ursula. Um movimento necessário, segundo a pró-reitora Fátima, é o de entrar em sintonia com as necessidades da sociedade, não como uma submissão ao mercado, mas mantendo-se como um espaço atrativo e indispensável ao desenvolvimento social.

“Ao não proporcionarmos espaços e possibilidades para essas pessoas estarem, acabamos as tornando invisíveis”, destaca a reitora da UFPel, Isabela Andrade. Criando essas novas alternativas de formação, a Universidade amplia a democratização do acesso ao ensino superior, alcançando dessa vez a classe trabalhadora, que acaba tendo que procurar na rede privada a formação desejada pois não encontra nas instituições públicas tal possibilidade. “Cursos integrais não permitem a presença de quem trabalha”, lembra Fátima.

Compartilhar novas possibilidades

Publicidade

Não foi apenas a oferta noturna o critério colocado para as propostas. Outro ponto importante levantado pelo chamado às unidades foi o de aproveitamento de infraestrutura existente, especialmente pelo não uso durante o período da noite, e o de readequação da força de trabalho entre os servidores já lotados na unidade: os novos cursos poderiam solicitar apenas dois novos docentes cada. Também foi pedido um estudo de campo, analisando o contexto profissional que o egresso virá a encontrar. “São cursos que não envolvem muitos custos”, explica a reitora.

A provocação às unidades acadêmicas iniciou em agosto de 2021, em reunião do Fórum de Diretores, oportunidade em que todos esses pontos – oferta de cursos noturnos, com possibilidade de migração de cursos de turno ou a criação de novos, acessibilidade e inclusão social e formação de trabalhadores – foram levantados pela gestão da UFPel.

Das discussões fomentadas, foram encaminhadas essas três propostas. Os méritos acadêmicos dos projetos pedagógicos foram aprovados pelo Conselho Coordenador do Ensino, da Pesquisa e da Extensão (COCEPE) na última quinta-feira (30). O passo faltante, agora, para a criação dos cursos é sua aprovação no Conselho Universitário da UFPel, grande instância de decisão da instituição. A pauta será submetida ao grupo na próxima reunião, que ocorrerá na próxima terça-feira (5), às 9h, no Salão Nobre da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM).

Design de Jogos

Unir arte e tecnologia: com essa premissa, a proposta de novo curso trazida pelo Centro de Artes mira nos jogos a partir de um projeto instigante e inovador. O bacharelado em Design de Jogos optará não apenas pela programação dos jogos, mas sim em todo o desenvolvimento e processo de criação, unindo áreas como roteiro, narrativa, regras, estética, animação e trilha sonora.

“O mercado de jogos tem muito programador, mas pouca gente da área de design e gestão de projetos”, explica a professora Mônica Faria, uma das integrantes da comissão que elaborou o projeto pedagógico. Focando em uma área com grande potencial de expansão, o Design de Jogos aposta em multidisciplinariedade para oportunizar muitas trocas com outros cursos da área das artes e da tecnologia: o curso também contará com docentes do Centro de Desenvolvimento Tecnológico.

A ideia é que não apenas jogos digitais sejam desenvolvidos. O curso também contemplará jogos analógicos e também “jogos sérios”, voltados para atividades pedagógicas e terapêuticas. “Esperamos uma expansão, a formação de novas conexões”, diz o diretor do Centro de Artes, Carlos Walter Soares.

Com uma duração mínima de oito semestres, terá oferta de 25 vagas. Os estudantes serão selecionados por meio do Programa de Avaliação da Vida Escolar (PAVE) e do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Letras – Libras e Literatura Surda

Se o grande conceito nos novos cursos é acessibilidade e inclusão, um dos que mais o traduzem é a nova licenciatura em Letras com habilitação em Libras e Literatura Surda. De relevância social evidente e proposto a partir de um projeto altamente inclusivo, caso aprovado, será a primeira licenciatura em Libras do Rio Grande do Sul e o primeiro curso que inclui a formação em Literatura Surda no Brasil.

Publicidade

“Ele traz um impacto social muito grande, pois pensa na formação de pessoas que formam outras tantas para a inclusão”, salienta a pró-reitora de Ensino. A criação desse curso é uma demanda histórica na UFPel, remontando ao início da década de 2010, e foi uma meta proposta no programa de gestão escolhido pela comunidade na última consulta informal, em 2020.

O curso de graduação em Libras é o único dos propostos que precisará de nova infraestrutura, além de ter mais vagas docentes reservadas. No entanto, é considerado estratégico pela administração da Universidade. “Iremos atender uma demanda da comunidade”, explica Isabela, ao contextualizar que cerca de 25% da população brasileira tem algum tipo de deficiência, segundo dados do Censo de 2010.

O curso terá a duração mínima de nove semestres. Serão ofertadas 30 vagas anuais. Além do ingresso pelo Programa de Avaliação da Vida Escolar (PAVE), com nove vagas, e do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com cinco, o projeto pedagógico prevê que 16 estudantes sejam selecionados por meio de processo seletivo específico.

Tecnologia em Comércio Exterior

A localização da Universidade Federal de Pelotas a poucos quilômetros da fronteira com o Uruguai e nas adjacências de portos, aeroportos e rodovias foi o motivador para a proposta do Centro de Ciências Sócio-Organizacionais, o curso de Tecnologia em Comércio Exterior. É uma região que pode, segundo a diretora do CCSO, se aproveitar muito de mão-de-obra qualificada para as transações comerciais internacionais.

Caso aprovado, será o primeiro tecnólogo na área em universidades federais brasileiras. A formação tecnológica, de acordo com Isabel, também é uma forma de proporcionar uma formação de nível superior rápida, trazendo uma capacitação aos trabalhadores, mais uma vez democratizando o acesso ao ensino superior. O curso também será uma oportunidade para uma segunda graduação para profissionais da Administração ou das Relações Internacionais, por exemplo.

O curso terá a duração mínima de quatro semestres. Serão oferecidas 40 vagas, que terão como métodos de seleção o Programa de Avaliação da Vida Escolar (PAVE) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Continue Reading

Pelotas e RS

Parque Una tem programação especial no aniversário de Pelotas

Publicado

on

Em comemoração aos 210 anos de Pelotas, o Parque Una anunciou uma programação
cultural que envolve arte, moda e lazer.

O evento de artes integradas começa na quinta-feira (07), data em que se comemora o
aniversário do município, com o lançamento da exposição Pelotas Fantástica, da artista
local Fernanda Moreira.

Em paralelo, ocorrerá o lançamento da nova coleção da Lojinha Autoral, com souvenirs e produtos afetivos baseados nas obras de Fernanda.

Na quinta-feira, a partir das 17h, estarão expostas a céu aberto no Parque Una as obras
que retratam, com bastante fantasia e criatividade, alguns patrimônios históricos da
cidade, como a Fonte das Nereidas e o Museu da Baronesa. Até o dia 7 de agosto, a exposição poderá ser apreciada de perto no bairro planejado. Para esta ocasião, serão expostas duas obras inéditas: o Castelo Simões Lopes e o Parque Una.

Já no sábado (16), a partir das 14h, o evento irá promover um espetáculo inédito do Grupo Tholl, pensado para ocorrer ao ar livre, no entorno do lago do Parque Una. Além da apresentação, o bairro planejado vai abrigar uma edição especial da Feira Criativa, com mais de 30 expositores locais dos segmentos de moda, artesanato e gastronomia.

Serviço:
O quê: Pelotas Fantástica – evento de artes integradas
Quando: quinta-feira (07), a partir das 17h – Lançamento da exposição Pelotas
Fantástica, da artista Fernanda Moreira, e nova coleção da Lojinha Autoral;
sábado (16), a partir das 13h – Espetáculo inédito do Grupo Tholl e Feira Criativa
Onde: Parque Una

Continue Reading

Brasil e mundo

Droga Raia e Drogasil alertam para golpe da ‘vaga de emprego’

Publicado

on

A Droga Raia e a Drogasil esclarecem que são falsas as mensagens circulando por e-mails e whatsapp relacionadas a recrutamento e seleção e em que são exigidos pagamentos a título de taxa adicional para contratação, materiais, treinamentos ou exames admissionais aos candidatos às vagas da empresa. 

As redes de farmácias, pertencentes ao Grupo RAIA DROGASIL, estão investigando o caso para tomar as medidas legais cabíveis.

Os processos seletivos da RAIA DROGASIL são realizados somente por meio da plataforma Vagas.com, pelo site https://trabalheconosco.vagas.com.br 

As redes alertam a população para que não forneçam dados pessoais via e-mail ou whatsapp, e reforçam o pedido de que não realizem qualquer pagamento por WhatsApp, e-mails ou outros meios de comunicação.

A RAIA DROGASIL não solicita pagamento para contratação de funcionários. 

Continue Reading
Pelotas e RS2 dias atrás

UFPel quer criar três novos cursos de graduação

Pelotas e RS2 dias atrás

Parque Una tem programação especial no aniversário de Pelotas

Brasil e mundo2 dias atrás

Droga Raia e Drogasil alertam para golpe da ‘vaga de emprego’

Cultura e diversão2 dias atrás

DUAS MUDANÇAS. (Por Vitor Bertini)

Brasil e mundo2 dias atrás

Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Brasil e mundo2 dias atrás

Superfície de Marte é totalmente fotografada por sonda chinesa

Cultura e diversão3 dias atrás

Filme sobre João Simões Lopes Neto reconhecido no exterior

Especial3 dias atrás

Programação dos 210 anos começa nesta sexta-feira

Brasil e mundo3 dias atrás

Senado aprova PEC com pacote de auxílios a carentes e a caminhoneiros

Brasil e mundo4 dias atrás

Plano Safra 2022/2023 anuncia R$ 340,8 bilhões para a agropecuária

Brasil e mundo4 dias atrás

Pedro Guimarães fora do governo

Brasil e mundo5 dias atrás

Políticas públicas para combater a fome

Cultura e diversão5 dias atrás

O cavalo preto (Por Vitor Bertini)

Brasil e mundo6 dias atrás

Lula tem 47,7% dos votos, segundo pesquisa BTG/FSB

Cultura e diversão1 semana atrás

Escritor lança romance de mistério que se passa em Pelotas

Cultura e diversão1 semana atrás

TUDO EM TODO LUGAR AO MESMO TEMPO

Brasil e mundo1 semana atrás

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

Especial1 semana atrás

Pensão de Eduardo Leite e Fake news

Brasil e mundo2 semanas atrás

A transição energética | fóssil – verde | fracassou? (Por Fabrício Iribarrem)

Brasil e mundo2 semanas atrás

Ex-ministro da Educação é preso

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em alta