Igreja do Porto vira patrimônio histórico

A Igreja do Porto, na esquina das ruas Gomes Carneiro com Alberto Rosa, foi tombada pelo patrimônio histórico, cultural e artístico de Pelotas. Tombamento por lei assinada pela prefeita Paula: a Lei, nº 6.774, foi aprovada na Câmara em 30 de dezembro de 2019, mas só foi assinada agora.

A paróquia Sagrado Coração de Jesus foi fundada em 1912. As primeiras missas ocorriam em uma casa de madeira, até a transferência para a sede atual, cerca de cinco anos depois, em 1917.

Junto com a Igreja Nossa Senhora da Luz, no centro da cidade, a Sagrado Coração foi criada para expandir a fé católica na cidade.

A partir da década de 1930, a Igreja do Porto começou a promover a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, que movimentava a comunidade do bairro, em procissões pelas ruas e por água, no Canal São Gonçalo. Até hoje a festividade religiosa ocorre, em parceria com a Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes, da Colônia Z3.

Temporada de assinaturas de leis de vereadores

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.