Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Pelotas & RS

Laudo de perícia identificou erros na construção do Haragano

Publicado

on

Foi preciso ocorrer um segundo incêndio no residencial Haragano, no intervalo de 70 dias, para que viesse à tona o resultado do laudo pericial a respeito do primeiro incêndio.

O Haragano fica no Jardim Europa, empreendimento do Minha Casa, Minha Vida, financiado pela Caixa Econômica Federal. Obra da construtora Roberto Ferreira.

Nomeado pela justiça, o engenheiro Francisco Luzzardi foi o autor do laudo.

O laudo do perito identificou erros no projeto da construção e na execução da obra, em desacordo com as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), com o Plano Diretor e outras leis do Município.

A íntegra do laudo ainda não foi divulgada.

O  laudo aponta a Roberto Ferreira como responsável pelos problemas na obra. Responsabiliza também a TecVerde Engenharia por erros e descumprimentos nas normas da ABNT. 

Aponta ainda a Caixa Econômica Federal por falhas na fiscalização dos projetos e da obra.

A Roberto Ferreira alega que alguns moradores utilizavam as casas em desacordo com o “Manual do Proprietário”, no que se refere à carga de eletricidade.

https://amigosdepelotas.com.br/2020/02/21/haragano-nunca-ouvi-falar-de-casa-com-manual-de-uso/

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Pandemia

Caso de covid suspende eleição de presidente do Instituto João Simões Lopes Neto

Publicado

on

A eleição e posse do novo presidente do Instituto João Simões Lopes Neto, marcada para ocorrer ontem, sexta, 16, à noite, foi suspensa.

Um dos candidatos a presidir a Casa foi diagnosticado com covid-19.

João Simões Lopes Neto

Continue Reading

Pandemia

Prefeitura diz que houve erro no Painel Covid e que há menos internados

Publicado

on

Atualizado: 23h13

O painel com os dados da evolução da covid-19 em Pelotas, no site da prefeitura, informou neste sábado, 16, percentagens de ocupação de leitos superiores a 100%.

115.3% a ocupação geral e 130.6% nos leitos de UTI.

O Amigos perguntou à assessoria da prefeitura como explicava aquelas percentagens.

Segundo a prefeitura, “houve algum erro. Não sabemos ainda se foi erro de digitação ou erro no sistema. Estamos apurando e vai ser corrigido.”

A prefeitura diz também que “Pelotas tem 78 pessoas internadas, não 136, como informa o Painel. 16 pacientes em UTI e 62 em enfermaria.”

Confira abaixo as duas tabelas.

Continue Reading

Pandemia

Pelotas registra 66 novos casos de covid neste sábado

A ocupação geral de leitos, que estava em torno de 30%, estável, vem subindo crescentemente

Publicado

on

Atualizado: 22h39

Pelotas registrou neste sábado 66 casos novos de pessoas com covid-19.

36 mulheres e 30 homens, com idades entre três e 79 anos.

Mais cedo, segundo dados do Painel Covid, no site da prefeitura, a cidade tinha 136 internados: 25 em leitos de UTI (75.8% de ocupação) e 111 em enfermaria (130.6%). Mais tarde, a prefeitura, consultada, explicou que houve um erro no Painel.

“Pelotas tem 78 pessoas internadas (66,1% de ocupação), não 136, como informava inicialmente o Painel: 16 pacientes em UTI (48,5%) e 62 em enfermaria (72,9%)”, afirmou a assessoria de imprensa do Paço Municipal.

Em setembro, Pelotas se manteve com vinte e poucos casos novos ao dia. A ocupação geral de leitos, que estava em torno de 30%, estável, subiu em outubro. Ontem (15 de outubro) a ocupação estava em 65%. Hoje, 16, a ocupação está em 66,1%.

Ontem faleceu um rapaz de 37. E um de 20.

A prefeitura, consultada, respondeu:

“Nos últimos dias as internações estavam acima da verificada hoje, 66. Estávamos tendo em torno de 100 novos casos por dia. Mas a taxa de transmissão caiu. Chegou a estar em 1,4, caiu para manos de 1 e hoje está em 1,04. Ou seja, já estivemos em situação um pouco mais grave. Pelotas é o município da região que pratica ainda as maiores restrições. Todos os outros aderiram aos protocolos estaduais, que são mais flexíveis”.

Continue Reading

Em alta