Moradores que perderam casa no incêndio do Haragano recusaram abrigo da prefeitura

A Secretaria municipal de Assistência Social, comandada por Luiz Eduardo Longaray, entrou em cena para ajudar moradores do Residencial Haragano que perderam as casas em um segundo incêndio, na quinta passada.

Longaray, equipe e representantes da Legião da Boa Vontade estiveram no Haragano, nesta sexta (21), para cadastrar as famílias que viviam nas sete casas perdidas.

A prefeitura levou roupas, cobertores e alimentos. Também trabalha na obtenção de material escolar para as crianças.

Também ofereceu abrigo às famílias, que ficaram sem ter para onde ir, mas nenhuma aceitou. Preferiram a casa de familiares e amigos.

Alguns desabrigados precisaram receber medicamentos de uso contínuo perdidos no incêndio.

Haragano: Nunca ouvi falar de casa com ‘Manual de Uso’

Laudo de perícia identificou erros na construção do Haragano

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.