PSL com Paula; Marchand, ex-PSL, com MDB

A notícia de que Marco Marchand vai trocar o PSL pelo MDB, confirmada por ele, causou surpresa entre seguidores do empresário e professor, que o consideravam uma liderança do espectro da direita ideológica, em grande parte porque o próprio Marchand fez uma campanha a deputado federal muito colado na figura de Bolsonaro e das ideias que o atual presidente representou.

Cobrado por parceiros de espectro à direita, e consultado por jornalistas, Marchand soltou uma nota de esclarecimento.

Gravou ainda um áudio, disparado a grupos do whats. No áudio, Marchand cita a passagem bíblica de Lázaro, ressuscitado por Jesus. “Jesus chorou pelos seguidores que não acreditaram que Ele, Jesus, seria capaz de ressuscitar Lázaro”, diz ele.

Ao citar a parábola, Marchand, que obteve 22.020 votos para deputado federal em 2018, ficando na segunda suplência, mandou um óbvio recado aos próprios seguidores-eleitores. Recado para que estes continuem a ter fé nele, mesmo que tenha trocado para o MDB.

→ MAIS ELEIÇÕES 2020

Vai mais longe no áudio, dizendo abertamente que sua mudança de partido faz parte de uma estratégia destinada a garantir melhores condições de enfrentar e vencer a eleição contra a atual administração, que, em suas palavras, “conta com uma máquina eleitoreira forte”.

A ida de Marchand para o MDB parece mais um movimento estratégico de conquistas de nacos do eleitorado identificado com a direita.

Há alguns dias, prefeita Paula Mascarenhas, do PSDB, se reuniu com o presidente do PSL gaúcho, deputado federal Nereu Crispim. Os dois ensaiaram um acordo para que o PSL apoie o PSDB e Paula na próxima eleição, segundo insinua Paula numa postagem.

Depois disso, vemos agora o MDB dar uma invertida, levando um dos candidatos a deputado federal mais bem votados na região e na cidade, Marco Marchand. Ao fazê-lo, atrai para o centro um quadro identificado com a direita. Dos 22.020 votos de Marchand para deputado, 10.300 foram de Pelotas.

Com os dois movimentos, PSDB e MDB marcam um ponto cada no rumo da eleição.

Apesar da expressão, Paula deseja o apoio do PSL

Marchand, ex-PSL, vai se filiar ao MDB

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.