Bolsonaro diz que ‘isolar o presidente seria golpe’ e vê ‘luta pelo poder’

Do Estadão: O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 16, que há uma “luta pelo poder” no combate à pandemia do coronavírus no Brasil.

Ele reclamou dos ataques dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP), respectivamente, e afirmou que, depois de 15 meses “levando pancada”, agora vai começar a revidar.

Questionado sobre a possibilidade de ser alvo de um pedido de impeachment, Bolsonaro respondeu que “seria um golpe se isolar chefe do Executivo por interesses que não sejam republicanos”.

“Está em jogo uma disputa política por parte desses caras (Maia e Alcolumbre)”, afirmou Bolsonaro em entrevista à Rádio Bandeirantes. “Grande parte da mídia, chefes do Legislativos e alguns governadores estão batendo o tempo todo. Estou há 15 meses calado, apanhando, agora vou falar.”

Bolsonaro disse que não se arrepende de, no domingo, 15, ter ido ao encontro de apoiadores em Brasília apesar de estar orientado a ficar em isolamento até refazer exames para o coronavírus. O presidente voltou a chamar de “histeria” o tema no País.

“Eu não convoquei o movimento (de domingo, 15). Tenho obrigação de saudar o povo. Se eu me contaminei, ninguém tem nada a ver com isso”, afirmou o presidente.

“Não faço demagogia. Não faço populismo. Podemos ter problemas sim (por causa do coronavírus), pessoas com deficiência e idosos podem vir a óbito, mas responsabilizar o presidente por tudo isso pelo suposto péssimo exemplo é irresponsabilidade. É luta pelo poder”

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.