Quadro de coronavírus em Pelotas

Prefeitura informa:
 
O Município registrou nesta quarta-feira (25) o primeiro caso confirmado do novo coronavírus. Até o momento, Pelotas teve 102 notificações de suspeitas da doença (Covid-19). O Laboratório Central do Estado (Lacen/RS) – único laboratório certificado no Rio Grande do Sul para realizar o exame de contraprova – já descartou 59 destes casos. Outros 42 seguem em análise.
 
Do total de casos registrados como suspeitos na Secretaria de Saúde (SMS), 57 são mulheres com faixa etária entre 8 e 71 anos, e 45 são homens com idades que variam entre 6 e 87 anos. Os registros referem-se a pessoas que viajaram ou mantiveram contato com outras que viajaram para países ou cidades com surto ou transmissão comunitária confirmada – o que não é o caso de Pelotas, que ainda pode rastrear a origem do caso verificado (card em anexo). 
 
Entre os países de origem dos casos suspeitos estão Panamá, Colômbia, Portugal, Alemanha, Itália, Estados Unidos e Uruguai, além das cidades do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Brasília (DF), Porto Alegre (RS) e Bagé (RS).
 
Devido à grande demanda observada em todo o estado, os laudos do Lacen/RS estão levando mais do que as 48 horas padrão. 
 
Todas as informações oficiais são divulgadas nos boletins diários no site http://www.pelotas.com.br e nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Pelotas.
 
A Central de Triagem para o coronavírus, criada pela Prefeitura de Pelotas, começou a operar na semana passada e encaminha casos suspeitos à Vigilância Epidemiológica da SMS para coleta de material e envio para análise do Lacen/RS. 
 
A Central de Triagem funciona de segunda a sexta-feira, ininterruptamente das 8h às 18h, através do número (53) 3284-7700. Por meio deste telefone, o público poderá entrar em contato, exclusivamente, para informar sintomas associados à Covid-19 e saber se eles se enquadram nos critérios para realização do exame. 
 
A SMS pede a colaboração da comunidade com o uso da linha telefônica: apenas para sanar dúvidas, a fim de possibilitar mais eficiência ao serviço.
 
Se os profissionais da Central comprovarem a suspeita, recomendarão o isolamento domiciliar e encaminharão equipe volante à residência para coletar material. Desta forma, evitarão deslocamento dos usuários às unidades de saúde e o risco de aumentar o contágio.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.