Faltam respiradores, equipamento decisivo para tratar doentes

O avanço do novo coronavírus no mundo provocou uma corrida pelos equipamentos de UTI capazes de auxiliar pacientes em estado grave devido à covid-19. Os chamados respiradores.

Com a pandemia, a demanda por ventiladores de ar médicos, conhecidos como respiradores, disparou. A doença causa não só febre e tosse, como também dificuldade para respirar. Por isso, pessoas contagiadas podem precisar de internação e passam a respirar com a ajuda de aparelhos.

Problema

No Brasil, o Ministério da Saúde proibiu a exportação de ventiladores pulmonares, aparelhos que auxiliam a respiração dos pacientes, e também requisitou toda a produção nacional dos equipamentos. A medida fez com que a produção da indústria de respiradores precise de autorização do Ministério para ser vendida, mesmo que para órgãos de saúde nacionais.

O objetivo do governo é o de centralizar a distribuição desses equipamentos, de acordo com o aumento do número de casos do novo coronavírus em cada região do país. Mas a centralização promovida pelo governo federal provocou atritos com estados e municípios.

Mia mais no UOL.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.