Boletim do dia: Pelotas mantém 2 casos de contaminação

Pelotas continua com apenas dois casos confirmados de coronavírus. Nesta sexta-feira (27), o Laboratório Central do Estado (Lacen/RS) divulgou novos resultados e outras 22 amostras coletadas foram descartadas. Até terça-feira, 113 notificações de suspeitas de Covid-19 haviam sido registradas pela Secretaria de Saúde da cidade – esse número não deve sofrer grandes alterações em função da mudança no protocolo para exames, anunciada pelo governo do RS na terça-feira (24), que determina que apenas os casos mais graves sejam analisados.


Do total de registros feitos, 95 casos foram descartados após a contraprova do Lacen/RS. Dezesseis amostras continuam em análise no laboratório (imagem em anexo).
ConfirmadosO primeiro caso de Covid-19 na cidade foi informado pela prefeita Paula Mascarenhas na quarta-feira (25), em coletiva de imprensa online, realizada através dos canais oficiais da Prefeitura nas redes sociais. No dia seguinte, quinta-feira (26), o Lacen/RS confirmou o segundo.
Os dois casos confirmados foram de uma mulher e um homem, idosos, que não adquiriram a doença em Pelotas. Ambos apresentaram quadro de síndrome respiratória leve e foram orientados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Município a permanecerem em isolamento domiciliar por 14 dias.
Casos notificadosEntre os 113 casos notificados à SMS, 62 referem-se a mulheres com faixa etária entre 8 e 71 anos, e 51 são de homens com idades que variam entre 6 e 87 anos.
Os registros são referentes a pessoas que viajaram ou mantiveram contato com outras que viajaram para países ou cidades com surto ou transmissão comunitária confirmada – o que não é o caso de Pelotas, que ainda pode rastrear a origem do caso verificado.
Entre os países de origem dos casos suspeitos estão Panamá, Colômbia, Portugal, Alemanha, Itália, Estados Unidos e Uruguai, além das cidades do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Brasília (DF), Porto Alegre (RS) e Bagé (RS).
Protocolo de examesA SMS destaca, contudo, que todas as amostras de suspeitas coletadas antes da mudança nos protocolos – a partir de agora serão testados apenas pessoas que apresentem sintomas gripais graves e que estejam hospitalizadas -, estabelecidas pelo Estado via decreto na terça-feira (24), já foram enviadas para avaliação do Lacen/RS. Por esse motivo, de agora em diante, a expectativa é de que o número de notificações não sofra alteração significativa. 
Devido à grande demanda observada em todo o estado, os laudos do Lacen/RS estão levando mais do que as 48 horas padrão.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.