Prefeitura arrecada doações para ajudar população mais vulnerável

Muitas famílias de Pelotas precisam de ajuda para se manter nestes dias de distanciamento social devido à pandemia de coronavírus. Além das que já recebiam ajuda do poder público, outras que enfrentam as dificuldades com trabalhos informais – como guardadores de carro, vendedores ambulantes do Centro da cidade, faxineiras, jardineiros, artesãos, que faziam malabares nos sinais ou vendiam sucos e frutas nas esquinas – agora não têm como buscar recursos com a redução das atividades e menos pessoas circulando pelas ruas.  

A Prefeitura de Pelotas orienta as pessoas para que sigam em casa, por ser a melhor forma de controlar a proliferação do vírus, e saiam apenas para atividades essenciais. Ao voltar para casa, contudo, devem seguir o protocolo se higienização, que ajuda a proteger não apenas sua família, mas a toda a população. Para viabilizar que mais pessoas possam ficar em casa é que a Secretaria de Assistência Social (SAS) busca doações. 

O secretário de Assistência Social, Luiz Eduardo Longaray, destaca que alimentos ainda estão disponíveis devido a doações da sociedade. Os itens estão sendo distribuídos pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e no Plantão Social da Secretaria. A previsão é de que o trabalho seja intensificado na próxima semana, quando algumas escolas serão utilizadas como ponto de distribuição para a comunidade. As direções que se propuserem a abrir as escolas para que a SAS leve os kits e os distribuam também ajudarão na seleção das famílias, pois conhecem cada uma e sabem as que mais necessitam.  

Os itens mais urgentes são alimentos não perecíveis, como arroz, feijão, farinha de trigo, massa, óleo e leite, e material de higiene e limpeza – sabonete, sabão, detergente, desinfetante e água sanitária.

Onde entregar as doações

SAS – rua Marechal Deodoro, 404, de segunda a sexta-feira das 8h às 14h;  

Casa de Passagem – rua Três de Maio, 1074, em qualquer dia e horário;

Quem não puder se deslocar até o local deve telefonar para 53.3309-3600 que a equipe buscará, quando for possível, dentro da escala de saídas.  

Mobilização social para arrecadar doações

Paralelo a isso, um grupo de empresários está organizando uma grande campanha de doações de produtos e dinheiro. O que não for doado, será comprado de atacadistas locais, já contatados e dispostos a vender por preços abaixo dos praticados normalmente. O grupo montará kits que serão entregues à SAS que, por sua vez, se responsabilizará pela distribuição. 

A Prefeitura alerta, porém, para que as pessoas tenham cuidado para não cair em golpes. As doações de alimentos e produtos de higiene para este movimento devem ser feitas, exclusivamente na avenida Francisco Caruccio, 777 – Três Vendas; e as doações em dinheiro são recebidas apenas pela Vakinha virtual. Ninguém está autorizado a procurar moradores em suas casas. para pedir doações.

Camas

A demanda pelos serviços de pernoite na Casa de Passagem, Centro Pop e Albergue noturno aumentaram, mas ainda existem vagas.  

Não caia em fake news

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.