Estudo prevê falta de leitos no Brasil em abril e sugere ao governo controlar hospitais privados

O G1 publicou hoje:“Um estudo divulgado em plataforma científica assinado por especialistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e pelo secretário Nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, aponta cenários com possíveis medidas que podem precisar ser tomadas pelo governo federal no combate à pandemia do coronavírus Sars-Cov-2 no Brasil.

artigo foi publicado como prévia (pré-print) em plataforma que reúne pesquisas ainda não divulgadas em revistas científicas, ou seja, que ainda não foram revisadas por outros cientistas que fazem parte dos comitês das publicaçõesO texto alerta para a falta de recursos de saúde no país já no começo de abril, para a possibilidade de o governo requisitar o controle de leitos de hospitais privados, a necessidade de produção de insumos e de mobilização grandes formadores de opinião por uma mensagem única para conter a epidemia.

Mais no G1.

Falta de leitos em abril

A análise aponta que a redução de leitos nos hospitais começará neste abril. Leites e aparelhos respiradores, menos vagas em UTI também.

“Vai aumentar ainda mais as desigualdades pré-existentes, o que exige uma reflexão sobre equidade e ética na alocação de serviços”, diz o estudo. “Evitar esse cenário é a tarefa primordial do Ministério da Saúde”, aponta.

Os especialistas trabalham ainda com a possibilidade de o governo federal estatizar temporariamente hospitais particulares, caso ocorra a redução de leitos esperada. O artigo propõe a experiência da Espanha, que pôs todos os hospitais particulares sob controle do estado.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.