Pelotas recomeça vacinação contra gripe nesta quinta

Pelotas recebeu remessa de vacinas para retomar a imunização contra a Influenza (gripe). Neste lote, chegaram 19,8 mil doses, esperadas no dia 25 de março. Com a meta de recuperar o tempo perdido, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), que havia planejado calendário por faixas etárias para aplicação em idosos, abrirá o procedimento a todos que tiverem mais de 60 anos, nesta quinta-feira (2).

Acamados têm agenda

A vacina estará disponível no Centro de Especialidades e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade e da zona rural, nos horários habituais de funcionamento. Desse total repassado pelo Estado ao Município, 1,5 mil unidades foram separadas para aplicação em acamados em domicílio – cujo agendamento deve ser feito pelo fone (53) 3284-7722 – e o público das Instituições de Longa Permanência para Idosos (Ilpis).

As informações são do diretor de Vigilância em Saúde, Franklin Mendonça de Souza Neto e da diretora da Gestão Ambulatorial e Hospitalar da Secretaria, Cristina Vetromila.

Número reduzido

Nesta etapa de vacinação que se inicia nesta quinta-feira, não serão distribuídas doses a farmácias parceiras. A quantidade que chegou à cidade ainda é considerada pequena pela Vigilância em Saúde. Por isso, só os pontos públicos disponibilizarão a aplicação.

Para lembrar, no dia 25, considerando que chegaram ao Município somente 2 mil unidades contra a gripe, enquanto 20 mil eram esperadas, a prefeita Paula Mascarenhas optou por adiar o princípio do cronograma.

O número foi insuficiente para começar a execução do planejamento de imunização de idosos – aproximadamente 50 mil em Pelotas. As doses, então, foram destinadas a profissionais de saúde que ainda não haviam se vacinado e atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus, atendendo e orientando em todos os estágios da doença.

+ Repasse escasso de doses do governo federal força Prefeitura a suspender a vacinação de idosos

Alcance da imunização

A vacina contra influenza não imuniza contra a Covid-19. No entanto, é considerada aliada para o enfrentamento do novo vírus, uma vez que, deixando o organismo livre da possibilidade de contrair gripes – inclusive da H1N1 –, descarta-as em pacientes vacinados que venham a apresentar sintomas gripais. O objetivo é obter precisão no diagnóstico da síndrome que se tornou pandemia no mundo.

Cronograma de vacinação

Depois da fase dos idosos, a próxima etapa, que deverá se iniciar no dia 16 de abril, será destinada a professores de escolas públicas e privadas e a profissionais de segurança e salvamento.

Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação, 9 de maio marcará a abertura da imunização de crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; grávidas, mães no pós-parto, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e de outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estejam no cumprimento de medidas socioeducativas, indígenas, detentos e servidores do sistema prisional, e adultos de 55 a 59 anos de idade. A vacinação será encerrada em 23 de maio, de acordo com calendário oficial.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.