Grande procura por vacina da gripe desabastece as UBS

02.04.2020 – Retorno da campanha de vacinação contra influenza – Foto Rodrigo Chagas

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) de vários bairros nem tinham aberto as portas nesta quinta-feira (2) e muita gente já esperava para receber a dose da vacina contra o vírus Influenza, causador da gripe.

Em menos de quatro horas, a maior parte das 19.800 doses enviadas pelo Ministério da Saúde, distribuídas entre as 50 UBSs e Centro de Especialidades, haviam terminado. Outras 4 mil doses que estavam reservadas para atender idosos dentro dos carros (drive thru) estão sendo distribuídas entre as UBSs, ao longo da tarde.

Idosos acima de 60 anos, faixa etária prioritária para a imunização a partir desta quinta, formaram filas em vários locais da cidade para receberem a imunização. No Centro de Especialidades as equipes de saúde atenderam mil pessoas durante a manhã, gente que ocupou parte da calçada nas ruas Voluntários da Pátria, Barão de Santa Tecla e Dr. Cassiano. 

A aposentada Marlene Cruz, 82 anos, disse ter esperado pouco para receber a dose. “Tudo muito rápido, ainda bem. Tenho evitado sair de casa, mas para receber a vacina foi necessário. A gente tem que se cuidar, não pode se entregar.”

Ainda no Centro de Especialidades, idosos com dificuldades de locomoção ou alguma deficiência física foram vacinados dentro dos carros em que estavam. “É uma forma de garantir que todos se imunizem e o procedimento seja rápido para evitar longas esperas”, relatou a enfermeira-chefe do turno da manhã , Viviane Gomes.

Nos bairros o movimento também foi intenso e em alguns locais as doses encaminhadas no começo da semana já não estavam mais disponíveis nesta quinta-feira (2). Foi o caso da UBS Salgado Filho que vacinou os moradores assim que a nova remessa chegou e hoje, quando abriu, já não tinha mais.

“Acabamos vacinando as pessoas entre terça e quarta-feira porque muitos idosos vieram até aqui e não tivemos como mandá-los para casa sem a imunização”, explicou a enfermeira-chefe Rosimeri Costa. 

Situação semelhante ocorreu em boa parte das unidades onde as doses do terceiro lote da vacina da campanha da gripe foram entregues na terça-feira (31). Por causa da grande procura da população, acabaram sendo aplicadas antes do dia marcado para a retomada da imunização dos idosos em Pelotas. A Secretaria de Saúde (SMS) informa que algumas UBSs não foram abastecidas a tempo da retomada da vacinação nesta quinta-feira(2) e receberão as doses ao longo do dia.

Lotes da vacina

De acordo com a prefeita Paula Mascarenhas, a quantidade de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde ainda é insuficiente para atender a demanda da cidade, que hoje tem uma população de idosos estimada em 47 mil pessoas. 

A primeira remessa contra o vírus Influenza, com 18.800 doses, enviada pelo Ministério da Saúde para Pelotas foi direcionada aos profissionais da saúde e distribuído entre os dias 23 e 24 de março. O segundo lote, com apenas 2.000 unidades, atrasou o começo oficial da imunização dos idosos por ter sido um número insuficiente para a proteção mesmo da faixa etária de maiores de 81 anos, o que era a previsão inicial. Naquele momento, foram imunizados aqueles que estão em casas de atendimento a pessoas da terceira idade ou acamados com mais de 60 anos. 

“Os dois primeiros lotes tiveram uma grande procura da população e, como ocorreu essa semana, muitos idosos que foram até os postos à procura da vacina acabaram sendo atendidos para que evitassem circular pelas ruas do município”, explicou Paula.Além do fato das pessoas estarem procurando de forma mais assertiva a vacina neste ano, a 3ª Coordenadoria Estadual de Saúde também justifica a escassez de doses porque a campanha de 2020 foi antecipada pelo governo federal, devido à pandemia de coronavírus, mas sem ter a quantidade de vacinas necessárias para cada município gaúcho.

Drive Thru

Para tornar o processo mais seguro e evitar aglomerações nos locais de vacinação, a Prefeitura estava organizando a imunização pelo sistema conhecido por “drive thru”, em que as pessoas não precisariam descer do veículo para receber a dose contra a gripe. “Mas em função da baixa quantidade de doses enviada pelo governo federal, em Pelotas não haverá vacinação pelo sistema drive thru e as vacinas que seriam utilizadas nessa sistemática, serão direcionadas para as UBSs”, concluiu a prefeita.

1 thought on “Grande procura por vacina da gripe desabastece as UBS

  1. Eu não consigo entender a lógica dos políticos e os ditos “especialistas” que os assessoram?
    De um lado fazem campanha FIQUEM EM CASA, de outro, fazem mais de 20 MIL pessoal acima da linha de risco (60 anos) sairem até um posto de saúde(local de risco), para vacinar contra um vírus controlado!
    Acabaram de promover uma aceleração no contágio!!!
    INSANO!
    Anotem a data e prestem atenção nos números!

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.