Doria para Bolsonaro: “Será que a ciência mundial está errada? Será que um presidente é o certo?”

O governado de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou o presidente Bolsonaro, em entrevista coletiva há pouco.

“No Brasil, quero lembrar, defendem o isolamento o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o ministro da Justiça, Sergio Moro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, o centro de estudos do Exército, e a maioria absoluta de médicos e cientistas. Será que todos eles estão errados? Será que a ciência mundial está errada? Será que ministro e secretários de 56 países do mundo estão todos errados? Será que um único presidente no mundo é o certo? É quem tem o poder, ciência e conhecimento para discordar do mundo que quer proteger vidas e salvar pessoas?”, disse Doria.

(…)

“Quero também dizer que não pauto minhas ações por populismo, mas por ciência. Todas as medidas são aparadas na ciência, naqueles que conhecem. Não fazemos ‘achismos’e nem medidas que não estejam aparadas na informação científica. Saber ouvir é tão importante quanto falar. É preciso saber ouvir em tempos que, sobretudo, alguns querem impor suas verdades e ameaçam aqueles que têm posição contrária. Num momento de crise, é o momento que você tem que ouvir a palavra da ciência, dos médicos, daqueles que conhecem, e se afastar de quem prega o ódio”, afirmou.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.