Ministério da Saúde libera cloroquina

Mandetta afirmou, há pouco, em coletiva, que o Ministério da Saúde liberou o uso da cloroquina para pacientes graves e críticos, desde que prescritos por médicos pessoais de doentes, alertando os pacientes dos riscos que ele corre.

Ele diz que não há evidências de que a cloroquina seja segura e e eficaz contra o coronavírus, mas, querendo, os médicos que se responsabilizarem pela prescrição poderão fazê-lo.

Segundo ele, por ora, o Ministério não usará nem recomendará o medicamento no sistema público de saúde.

Uso (ou não) da hidroxicloroquina em recém-infectados ou só em casos graves? Por José Gilberto Moura

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.