Bolsonaro: crime de responsabilidade?

O presidente Bolsonaro participou neste domingo de um comício a favor de um golpe militar, a favor da ditadura, assumindo voz de liderança.

Os analistas já começam a peguntar se o caso não configura crime de responsabilidade, passível de impeachment.

Disse o presidente, entre outras:

“Está nas mãos deles começar partir para a normalidade. Temos que ter cuidados, mas [temos que] saber também que tem que trabalhar. O país não vai pra frente, vai complicar a vida de muita gente. Quanto mais desemprego, mais a violência”.

“Não tem que se acovardar em tempos de crise à frente não. Vamos tomar cuidado e enfrentar de cabeça erguida. Isso vai passar e vamos voltar à normalidade. Repito: Não depende de mim abrir o comércio. Se dependesse de mim, muito mais coisas estariam abertas. Cumprimento vocês por ter a coragem de se manifestar e mostrar que não devemos ter medo.”

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.