Reabrindo o comércio, o mais complicado será a aglomeração nos ônibus

Na reabertura do comércio, o mais complicado serão os ônibus, a aglomeração dos comerciários indo e voltando do trabalho. É um fator que coloca em xeque a própria atividade dos ônibus.

Para serem viáveis, eles precisam trafegar cheios. Não tem viabilidade um ônibus permanentemente vazio.

Talvez se pudesse trabalhar no comércio com funcionários que não precisassem usar ônibus. Assim o comércio, sendo aberto, como se projeta para dia 23 de abril, sobreviveria. Acho que grande parte do comércio conseguiria se adaptar.

Os ônibus sobreviveriam?

 

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.