Covid-19: El País destaca pesquisa feita pela UFPel, maior do mundo

Do El País : Entre esta semana e o mês de junho, cerca de 100.000 pessoas no Brasil serão submetidas a testes da covid-19, como parte do maior estudo em andamento sobre a disseminação do novo coronavírus na população brasileira.

Realizada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no Rio Grande do Sul, a pesquisa terá três etapas, em uma modelagem amostral que vai permitir calcular com precisão o índice de contágio do vírus, algo que ainda não foi feito em escala nacional.

“É o maior estudo do mundo. Na Áustria, foi feito um com 1.500 pessoas, em Santa Clara, nos Estados Unidos, testaram cerca de 3.000 pessoas. Houve outra pesquisa em Gangelt, na Alemanha, mas bem menor, e na Itália foram feitos 3.300 testes em um levantamento”, compara Pedro Hallal, reitor da Ufpel e epidemiologista.

Em cada uma das três etapas serão testadas 33.250 pessoas em 133 municípios brasileiros. Serão aplicados tanto testes rápidos, que detecta a presença de anticorpos IgM (de infecção mais recente), como de IgG (de infecção mais antiga) a partir de amostras de sangue coletadas.

Os exames devem começar a ser aplicados logo depois do feriado de Tiradentes, em 21 de abril. Mas o reitor da instituição espera poder duplicar as fases do levantamento, caso receba mais testes do Ministério da Saúde.

“Essa é uma doença desconhecida. O que está em jogo é a decisão sobre se vamos acompanhar sua evolução através de um filme curta-metragem ou de um longa-metragem.”

Leia na íntegra – AQUI.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.