Covid-19: Em todos os cenários de relaxamento do distanciamento, número de doentes supera número de leitos

Em tom de alerta, a nota divulgada agora pelo Comitê Interno para Acompanhamento da Evolução da Pandemia por Coronavírus da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) projetou três cenários de evolução da pandemia na cidade.

Em todos eles, o número de doentes extrapola o número de leitos de UTI projetados na cidade, sem falar nos doentes de fora da cidade que venham a ser tratados aqui.

Pelotas tem hoje cinco leitos de UTI públicos exclusivos para tratar covid-19, mas trabalha para ter 65.

  • a. CENÁRIO 1: No cenário hipotético de que 1/3 das medidas de distanciamento social hoje vigentes fossem retiradas no dia 05 de maio, 1/3 no dia 15 de junho e 1/3 no dia 15 de julho, a demanda por leitos de enfermaria específicos para pacientes COVID-19 é estimada em 415 e a demanda por leitos de UTI, também específica para pacientes COVID-19, é estimada em 80. Cabe destacar que a demanda apresentada é apenas para pacientes residentes em Pelotas e, portanto, a estimativa deve ser aumentada levando em consideração os pacientes da região, cujas cidades não possuem leitos suficientes, especialmente de UTI. Essas estimativas poderão ser atualizadas com os dados da segunda fase da pesquisa coordenada pela UFPel, cujos dados deverão ser divulgados ao público no dia 29 de abril.
  • b. CENÁRIO 2: No cenário hipotético de que todas as medidas de distanciamento social hoje vigentes fossem retiradas no dia 23 de abril, a demanda por leitos de enfermaria específicos para pacientes COVID-19 é estimada em 831 e a demanda por leitos de UTI, também específica para pacientes COVID-19, é estimada em 172. Cabe destacar que a demanda apresentada é novamente apenas para pacientes residentes em Pelotas e, portanto, a estimativa deve ser aumentada levando em consideração os pacientes da região, cujas cidades não possuem leitos suficientes, especialmente de UTI.
  • c. CENÁRIO 3: Por fim, no cenário hipotético de 1/3 das medidas de distanciamento social vigentes serem liberadas no dia 23 de abril, 1/3 em 04 de junho e 1/3 em 30 de junho, a demanda por leitos de enfermaria específicos para pacientes COVID-19 é estimada em 457 e a demanda por leitos de UTI, também específica para pacientes COVID-19, é estimada em 87. Cabe destacar que a demanda apresentada é novamente apenas para pacientes residentes em Pelotas e, portanto, a estimativa deve ser aumentada levando em consideração os pacientes da região, cujas cidades não possuem leitos suficientes, especialmente de UTI.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.