Uma nova oposição: política x ciência

A eleição municipal está longe, talvez até seja adiada. Com a emergência de saúde, nem é hora de se falar isso. De qualquer maneira, jornalisticamente, vale o comentário.

Neste ano eleitoral, a epidemia está opondo não mais grupos partidários. Esta oposição foi substituída por outra oposição: Política x Ciência.

Políticos que relaxarem o isolamento, se a contaminação se espalhar e matar muito, por falta de leitos e respiradores, tendem a ficar retidos na memória como os responsáveis pela desgraça.

Já cientistas que desaconselharem o relaxamento, confirmado o cenário acima, tendem a ficar guardados num lugar mais grato da memória.

O contrário pode acontecer também: o relaxamento não se mostrar danoso.

Pode ainda acontecer uma terceira coisa: o relaxamento se mostrar danoso e o poder público determinar novo fechamento.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.