Empresa de celulose doa 18 mil máscaras e 1,95 mil luvas

A empresa CMPC, que industrializa celulose, doou quase 20 mil máscaras e luvas de proteção: 19,95 mil produtos. O material será encaminhados a unidades de saúde do município, para uso de profissionais que atuam na “linha de frente” de controle e combate ao novo coronavírus.

“Chegou na hora certa”, disse a prefeita Paula, ao receber as caixas pelas mãos do consultor de Relações Institucionais da CMPC, Daniel Andriotti.

Corporação fabricará máscaras

Segundo Andreotti, a corporação cedeu EPIs a outros 12 municípios gaúchos, do total de 75 em que atua, seja com atividade portuária – como é o caso de Pelotas –, ou com extração de madeira para a fabricação de papel.

“Essas primeiras doações foram compradas pela companhia, mas nas próximas as máscaras deverão ser de fabricação própria, já que a CMPC adquiriu duas máquinas capazes de fazer esse tipo de equipamento”, explicou o consultor. A expectativa é de que, até o fim de maio, o maquinário entre em operação e produza 1,75 mil máscaras faciais descartáveis a serem fornecidas, gratuita e novamente, às cidades, incluindo Pelotas.

A doação desta quarta-feira tem destino certo: o Centro Covid, localizado na avenida Bento Gonçalves, e os hospitais. O governo municipal aguarda, para os próximos dias, a chegada dos EPIs encomendados.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.