Campanha por doação de respiradores se expande e obtém mais de R$ 350 mil. Veja como foi, quem ajudou

A emergência provocada pela pandemia acionou o gene da solidariedade.

No começo de março, com o avanço do vírus, o arquiteto e paisagista Frederico Karam criou uma campanha de doações, entre amigos, pelo WhatsApp, com o objetivo de adquirir alguns respiradores para o sistema de saúde de Pelotas. A intenção inicial era reunir R$ 60 mil.

Os amigos acionaram outros amigos, as doações cresceram e, no final, o valor superou os R$ 350 mil.

A soma foi destinada para adquirir 4 respiradores, 5 videolaringoscópios (equipamento útil para evitar o contágio de profissionais de saúde), 200 testes rápidos para equipes médicas e mais máscaras, rolos de elástico para confecção de mais máscaras e um tablet, para conectar e distrair pacientes isolados.

“Foi a primeira vez que organizei uma campanha assim”, diz Karam, acrescentando que se surpreendeu com a vibração do apoio e a corrente que produziu.

O arquiteto escreveu uma carta de agradecimento, publicada nas redes sociais, avisando:

“Não é da minha natureza publicar fatos que trazem jubilo a mim mesmo, mas a hipótese de que uma, inicialmente singela ação, pode se multiplicar por estimular outras pessoas a também fazer o que estiver ao seu alcance, certamente é razão para a publicação”.

Da Redação: “Mais perfeito, impossível”.

Abaixo, a entrega de parte dos equipamentos.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.