Com arrecadação menor, pagamento de salários no Estado e em prefeituras está ameaçado

A paralisação da atividade econômica no RS, por obra do coronavírus, causou uma queda na arrecadação gaúcha de ICMS de R$ 800 milhões, um recuo que ameaça o pagamento de salários de abril, no Estado e municípios, diz Rosane de Oliveira, da Gaúcha ZH.

O Estado deve finalizar o pagamento da folha de março no dia 30, e precisa ainda repassar o valor dos empréstimos consignados antes de começar a pagar a folha de abril, a perspectiva de pagamento é zero.

O presidente da Famurs, Eduardo Freire, diz:

 “As coisas realmente não estão nada boas. Além da pandemia, temos a estiagem. São duas bombas que derrubam a arrecadação dos municípios. Alguns correm risco de atrasar salários. Estamos contando com a complementação do Fundo de Participação dos Municípios, já aprovada na Câmara e que aguarda votação no Senado, e da complementação de ICMS, ISS e dívidas previdenciárias. Esse projeto está complicado”.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.