Não é simples ser liberal como os americanos

Outro dia arrisquei, num artigo:

“Agora queremos ser liberais, como os EUA. Mas não somos como eles. Eles não tiveram Rei, se acostumaram a não depender do estado. Aqui, tivemos Rei, esperamos pelo estado”.

Um leitor concordou, acrescentando:

“Os americanos foram forjados no valor do indivíduo. ‘We, the people’. A gente já via isso nos filmes de faroeste. O xerife era escolhido pela própria comunidade, de acordo com a necessidade da hora, sem burocracia. ‘Toma, a estrela é tua’ “.

Ele tem toda a razão.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.