Comportamento do consumidor e o novo normal. Por Rafaela Valente

Por Rafaela Valente*

Tenho achado interessante o olhar das pessoas para o digital. A velocidade que ele vem se tornando comum na rotina das pessoas, de todas as faixas etárias. Tem sido uma excelente escola de disrupção sem escolha, para métodos práticos para conviver à distância. Tivemos um salto de anos, em poucos meses.

Todo mundo fala do avanço ainda maior destas tecnologias – cursos, encontros de família online, negociações, serviços de streaming e delivery.

Mas você já parou para perceber a contra-tendência?

Certamente mais pessoas estarão aptas a viver o digital, mas, junto disso, estaremos cansados do método que está disponível a qualquer momento em nossas vidas. Sentimos falta das conexões reais, das boas experiências e da oxigenação de estar em outros lugares.

Veja se faz sentido:

– Reuniões remotas são super práticas, mas há muito valor em estar próximo, olhar no olho e sentir a vibração, de colocar na mesa as ideias para discutir e aperfeiçoar, em “tempo real”.

– É muito possível fechar um negócio a distância, mas é muito melhor quando podemos conhecer o cliente e ouvir ele suas necessidades, com toda atenção reservada a ele.

– Pedir o jantar no delivery resolve a vida, mas vamos querer estar em um ambiente diferente de nossa casa, ser bem atendido, comer pratos preparados na hora e não precisar lavar a louça depois.

– Cursos online nos trazem vários conhecimentos novos, mas existe valor em conhecer o professor pessoalmente, fazer networking com os colegas, pensar em projetos além do que o curso propõe, no intervalo das aulas.

– Acompanhar a live do seu artista preferido é muito bom, mas nunca terá a energia de estar em um local lotado, um show com a banda completa, vendo a multidão cantando junto.

Eu acredito no crescimento das tecnologias, mas sem dúvidas, quando tudo isso acabar, o real terá ainda mais valor.

O real é offline.

Rafaela Valente é diretora de Experiêwncias na URB4NºRIA

Facebook da autora

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.