Trabalhadores do Piauí chegam a Pelotas e são examinados pela Vigilância Sanitária

O primeiro grupo de trabalhadores vindos do Piauí entrou em Pelotas dividido em dois ônibus de turismo, na tarde desta sexta-feira (15).

As 47 pessoas, além dos dois motoristas, tiveram os sinais vitais avaliados por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde, seguindo protocolo do Ministério da Saúde para controle da pandemia causada pelo novo coronavírus, além de cumprir determinação judicial expedida depois de uma ação da Prefeitura para tentar evitar a entrada de mão de obra de outro estado brasileiro, como prevê o Decreto Municipal nº 6.276.

Antes do desembarque, técnicos da empresa Cymi do Brasil – responsável pela contratação dos trabalhadores -, desinfectaram os ônibus e as bagagens com cloro. No momento da saída do veículo, os homens, usando máscaras, tiveram a temperatura corporal aferida por funcionários da empresa e higienizaram as mãos. 

Logo em seguida, individualmente, foram atendidos por um médico e uma enfermeira recrutados pela Vigilância em Saúde para avaliar os sinais de vitais: temperatura e saturação do oxigênio no sangue. Todo o procedimento foi acompanhado por técnicos da Vigilância da Saúde do Trabalhador, ligados à Vigilância em Saúde municipal, como forma de garantir o acolhimento e segurança dos trabalhadores.

O grupo, conforme determinou a decisão judicial, assinou um termo de compromisso de manter o isolamento. 

” Essa notificação é para que tenham ciência de que nos próximos 14 dias terão que permanecer isolados e precisam cumprir essa determinação judicial”, explicou o gerente da Vigilância da Saúde do Trabalhador, Carlos Eduardo Carvalho.

Novo grupo

Ainda nesta sexta-feira (15) mais 48 pessoas, vindas do Piauí, funcionárias da mesma empresa, devem chegar ao município. Segundo a Vigilância em Saúde, cumprindo a decisão judicial, todo o procedimento realizado com a primeira leva de passageiros, será repetido. 

No total 95 trabalhadores, moradores do Nordeste do Brasil, devem permanecer em quarentena em Pelotas. Conforme determinação da justiça, eles devem passar por testes laboratoriais, assim como os motoristas dos ônibus, para confirmar contaminação ou não pelo vírus causados da Covid-19.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.