COMO SERÁ O AMANHÃ?

A maioria não está entendendo bem o que vai suceder após esta pandemia que nos assola. Mas é preciso que pensemos além da morte. Devemos pensar na vida que nos espera após esta peste.

Essa pandemia maldita, além do condão de adoecer as pessoas, as leva a  separações e afastamentos dolorosos. Nem é possível liberar as últimas lágrimas ante o corpo de um parente próximo levado por este maldito vírus!

No Dia das Mães, estas, pela primeira vez em suas vidas, não puderam receber o abraço de seus filhos e filhas. Idosos são evitados por se constituírem em grupos de risco e de alto risco. O telefone tem sido o meio de comunicação entre as criaturas. E a tevê, para que as pessoas possam demonstrar seus afetos.

Nego-me a escrever esse tipo de nome jamais em letras maiúsculas!, o que prova que é muito pouco o que se pode fazer para demonstrar nojo por este grupo virótico.

Todos estão à espera que venha logo uma vacina para MATAR esse vírus perverso que nasceu não se sabe ainda muito bem, onde.

Todos devem estar pensando na abertura de uma sepultura diferente, feita de fogo, e cada cidadão do mundo tentará apagar a enorme chama que haverá de se erguer ante tão perverso morto, que cada um cuspirá em cima dessa sepultura diferente, o  que – simbolicamente – lavará nossas almas e às dos que se foram levados por ele.

Dentre as malvadezas desse vírus perverso, ainda podemos acrescentar-lhe essa antipática certeza de que nos legará um mundo diferente. Os políticos não poderão administrar mais como o fizeram até aqui. Os professores talvez sejam reconhecidos e lhes deem o que merecem pela nobreza de sua profissão tão esquecida há tantos anos. Os policiais pensarão duas vezes antes de baixar o cassetete nas costas dos que emporcalham o mundo com seus crimes. Os padres terão de pensar se suas preces foram ouvidas. Os amigos serão mais amigos, pois hoje se sabe que o mundo pode ser invadido por esse horror que o é o tal covid-19, ou outro de sua espécie.

Eu acredito que o mundo será diferente, muito diferente. Mas se não o for, se voltar tudo a ser como antes, não me surpreenderia se essa pandemia voltasse. O que seria o caos, pois estamos todos mais fracos. Física e psicologicamente.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.