“Ainda não é hora de relaxar”, diz Paula

Pelotas têm 139 casos confirmados do novo coronavírus, destes 99 considerados recuperados, 36 em isolamento domiciliar e quatro internações. São bons números na comparação com outras regiões do País, embora não se deva esquecer que a testagem é baixa para uma população de 340 mil habitantes – o município totaliza 2.657 exames laboratoriais desde o mês de março até o dia 8 de junho, além dos 2 mil testes rápidos aplicados pela Universidade Federal de Pelotas.

O ranking de Pelotas no Rio Grande do Sul no cenário da pandemia: dos 331 municípios gaúchos com confirmações para a doença, a cidade está em 21º em relação ao número de casos no Estado. É a 17ª quanto à incidência da doença para cada 100 mil habitantes.

No último sábado (6), o Governo do Estado publicou a atualização semanal do Distanciamento Controlado, mostrando que a Região 21, onde se encontra Pelotas, passou de bandeira laranja para amarela. A alteração indica que a região apresenta alta capacidade do sistema de saúde e baixa propagação da doença. Entretanto, Paula salientou que isso não deve relaxar o isolamento social.

“Hoje nós tivemos a terceira morte na nossa região, um óbito de Canguçu (Hermes Ribeiro Filho, vice – Presidente da Farsul e diretor da Radio Liberdade de Canguçu, após 72 dias internado em UTI), então temos que ficar atentos, não é só pelo fato de mudar a bandeira que deve nos fazer perder o controle”, frisou. Pelotas tinha bandeira Laranja, risco médio; passou para amarela, risco mínimo.

“Algumas pessoas não entendem o porquê da alteração de bandeira se temos aumento no número de casos, mas, efetivamente, a grande bússola são aquelas pessoas que estão internadas. Inclusive, como gestora, quando a bandeira passa de laranja para amarela, por mais que seja uma boa notícia, isso aumenta minha responsabilidade, pois a tendência é que as pessoas queiram relaxar mais. Ainda não é momento para isso, se a gente deixar de fazer isolamento social, podemos retornar para a bandeira laranja”, alertou a chefe do Executivo.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.