Hallal levará a Brasília resultado de pesquisa. Para ele, Brasil deveria adotar lockdown de 15 dias

Escute a notícia

Última atualização às 19h12 |

O reitor Pedro Hallal, da UFPel, defende um lockdown (isolamento total) de 15 dias no Brasil, por conta da pandemia.

“A solução neste momento é fechar as portas do país por 15 dias, para forçar a curva a entrar na descendente”, defende Hallal, que coordena estudos sobre a propagação do vírus no Brasil e no Rio Grande do Sul.

Ele apresentará os estudos finais contratados pelo governo federal, sobre a incidência do novo coronavírus no País, na quinta-feira (18), em Brasília, em reunião no Ministério da Saúde.

Segundo Hallal, ao final da apresentação, emitirá a posição da UFPel recomendando o lockdown. “Não vou lá para recomendar o lockdown, mas sim apresentar os resultados da pesquisa. Mas claro que, no final, na conclusão, como sempre faço, emitirei a nossa posição”. 

Do jeito que a epidemia vem sendo enfrentada hoje no País, Hallal diz que se trata de uma política kamikaze (suicida).

“O Brasil tem um monte de infectados e um monte de suscetíveis e está colocando-os para se encontrar no meio da rua”, diz o reitor, acrescentando: “A gente está dando pessoas de bandeja para o vírus infectar”.

Entenda melhor porque ele defende o lockdown, na live abaixo:

LIVE: REITOR EXPLICA POR QUE DEFENDE LOCKDOWN POR 15 DIAS

2 thoughts on “Hallal levará a Brasília resultado de pesquisa. Para ele, Brasil deveria adotar lockdown de 15 dias

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.