Bolsonaro muda data de exoneração de Weintraub

Jair Bolsonaro mudou nesta terça-feira 23 a data de exoneração de Abraham Weintraub, ex-ministro, publicando no Diário Oficial da União uma retificação. A saída do ex-chefe da pasta foi adiantada para o dia 19, mas o decreto original foi publicado no dia 20 de junho.

Com a mudança, Weintraub pode ser acusado de utilizar o passaporte diplomático indevidamente, já que viajou para os Estados Unidos quando já não era mais ministro.

A alteração aconteceu após o  Ministério Público, junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), ingressar com uma representação para que a Corte apure uma possível participação do Itamaraty na viagem do ex-ministro. 

Na avaliação do sub-procurador Lucas Furtado pode ter havido desvio de finalidade por parte da pasta comandada por Ernesto Araújo, já que o ingresso de seu colega em Miami, sem caráter oficial, só ocorreu graças ao passaporte diplomático.

Na representação, o sub-procurador ressalta que a viagem não detinha nenhum caráter oficial, “o que lhe retira a finalidade pública” e, por isso, o passaporte diplomático não poderia ter sido utilizado como justificativa para o então ministro ingressar no País.

Procurado, o Planalto ainda não se manifestou sobre o caso.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.