Paula pede apoio dos pelotenses para conter avanço do coronavírus

A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, realizou transmissão de vídeo ao vivo, pelas redes sociais pessoal e da Prefeitura – na manhã desta quinta-feira (2) –, para atualizar os moradores quanto à situação da pandemia causada pelo novo coronavírus. Até o início dessa tarde, o município registrava 275 casos confirmados.

Levantamento da Secretaria de Saúde aponta que 182 pessoas são consideradas recuperadas, 86 estão em isolamento domiciliar, quatro foram internados como confirmados e seis hospitalizados na condição de suspeita. Há, até o momento, quatro vítimas da Covid-19, que morreram em decorrência da infecção.

Necessidade de controle

Paula iniciou a live lamentando os óbitos registrados nas duas últimas semanas e prestou condolências às famílias. Ela ainda reforçou os pedidos, à população, de que as medidas de prevenção não sejam relaxadas e as pessoas fiquem em casa quando possível.

“Preciso do apoio e da contribuição de todos; precisamos controlar a propagação deste vírus que está tirando vidas, incluindo jovens e quem não tinha histórico de doenças preexistentes”, destacou a prefeita.

Projeto de Lei e multas

Para aumentar a fiscalização, a Prefeituraenviou um Projeto de Lei (PL) à Câmara Municipal de Pelotas com o fim de submeter, à apreciação dos vereadores, a aplicação de multas a quem descumprir as medidas de prevenção. Decretos municipais determinam uso obrigatório de máscara em espaços públicos e privados, e não realização de aglomerações.

O valor da multa, segundo a gestora, é estipulado por Unidade de Referência Municipal (URM): R$ 117,69. Pode variar de 1 a 10 URMs. A Câmara está avaliando o Projeto de Lei e há grandes chances de ser aprovado, anteviu Paula.

 “Eu evitei fazer este encaminhamento; fizemos uma consulta. A imensa maioria aprova essa lei, mas, mesmo assim, eu segurei por algumas semanas porque acho que a conscientização é sempre o melhor caminho. Eu esperava que as pessoas, através das informações, mudassem suas posturas, porém precisamos priorizar a vida, trabalhamos com ela à frente de tudo”, ressaltou a chefe do Executivo.

Bandeira vermelha

A prefeita assinalou que a expectativa é a de que, nos próximos dias, a região de Pelotas, no Distanciamento Controlado do governo do Estado passe à bandeira vermelha, que sinaliza risco alto para o novo coronavírus.

Segundo Paula, o aumento do número de internações, principalmente no município de Rio Grande, bem como a quantidade de óbitos crescentes na Zona Sul, que registra 15 mortes pela doença: Rio Grande (6), Pelotas (4), Canguçu (2), São José do Norte (2) e Piratini (1). “Não tenho certeza se isso [a mudança de bandeira] vai acontecer [esta semana], mas pelo aumento que estamos vendo, corremos o risco sério de entrar em bandeira vermelha”, avaliou.

Falta de profissionais

Quanto à área da saúde, informou que há possibilidade de interrupção em serviços eletivos devido à falta de medicamento e de profissionais. “Estamos vivendo algumas dificuldades na saúde, não é uma situação que ocorra apenas em Pelotas; têm faltado medicamentos em algumas áreas; há limitação no número de equipes de profissionais da saúde”, explicou Paula.

Está prevista uma reunião para a tarde desta quinta-feira com o coordenador da Aliança Pelotas, Amadeu Fernandes, cujo objetivo é possibilitar, aos empresários, organização prévia, caso haja modificação no modelo estadual.

Futebol profissional

Outra reunião agendada, o encontro com os presidentes do Esporte Clube Pelotas e Grêmio Esportivo Brasil ocorrerá nesta sexta-feira (3), às 14h, a fim de que os técnicos de saúde apresentem os protocolos de prevenção a serem aplicados no retorno dos treinos. Eles devem cumprir todas as exigências referentes a testagens e ao isolamento dos jogadores.

1 thought on “Paula pede apoio dos pelotenses para conter avanço do coronavírus

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.