Descontentes, membros da Aliança Pelotas deixam Comitê de Crise da covid

Integrantes da Aliança Pelotas, entidade que reúne lideranças empresariais da cidade, deixaram o Comitê de Crise criado pela prefeitura para ajudar a fundamentar decisões da prefeita Paula em relação à covid-19.

Foi uma reação à decisão de Paula de não recorrer da bandeira vermelha de contágio. Nesta bandeira, o município fechará o comércio e os serviços não essenciais, o que desagradou as lideranças da Aliança.

Renzo Antonioli, presidente do Sindilojas, não fazia parte do Comitê, mas falou pelo colegas que deixaram.

Ele disse que considera a decisão oficial exagerada.

“Não há questões técnicas que impeçam o comércio pelotense de seguir operando. Temos apenas 23% dos leitos de UTI covid ocupados. Portanto, há ainda 77% de leitos ociosos”.

Renzo contou que a Aliança confrontou o governo com dados indicando que a cidade poderia ficar em bandeira laranja.

“A prefeita não fez um contraponto que justificasse sua decisão de não recorrer da bandeira vermelha e do fechamento do comércio. Não fez, pois não há esse argumento”.

Paula lamentou a saída, mas renovou que manterá sua decisão.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.