LEITE AUTORIZA RETORNO DO GAUCHÃO PARA 23 DE JULHO

Após rigorosa análise técnica do Comitê Científico e avaliação do Gabinete de Crise, o governo do Estado autorizou o retorno dos treinos coletivos dos clubes de futebol a partir de segunda-feira (13/7) e dos jogos do Campeonato Gaúcho no dia 23 de julho, sem presença de público e mediante o cumprimento dos protocolos de prevenção ao coronavírus.

A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (9/7) depois de nova reunião do governador Eduardo Leite, do vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, do secretário do Esporte e Lazer, Francisco Vargas, e do diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade, com o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, no Palácio Piratini.

“Queremos aproveitar a vitrine do futebol, que é uma atividade que move as paixões de tantas pessoas, e mostrar, por meio dos ídolos, a importância de seguir os protocolos, de usar máscara, fazer a higienização correta, manter o distanciamento mínimo e tomar todos os cuidados para evitar o contágio”, reforçou o governador durante a reunião.

“Quero pedir a colaboração da FGF, de todos os clubes e jogadores para que externem aos gaúchos que o retorno do Gauchão não é um retorno à normalidade. Os jogos serão com portões fechados e restrições rigorosas na rotina dos estádios. Precisamos promover uma consciência coletiva de prevenção para termos o ‘normal’ de volta o quanto antes com o mínimo de impacto na vida e na saúde das pessoas”, afirmou Leite.

Como está perto do encerramento do campeonato, a fase que será retomada, com todos os 12 clubes, será encerrada com três rodadas a serem realizadas em sete dias. A partir disso, o Gauchão seguirá com a participação de apenas quatro ou cinco equipes em sua reta final, reduzindo as possibilidades de propagação do vírus.

De acordo com o governador, os protocolos a serem seguidos pelos clubes foram apresentados pela própria FGF, mas o Comitê Científico pede que alguns pontos sejam especialmente observados, como a restrição de pessoas durante os jogos e nos vestiários, a aferição da temperatura e a testagem dos envolvidos. Além de um trabalho de conscientização para evitar aglomeração em bares e casas durante as partidas.

“Nós apelamos a todos que se mantenham sem fazer confraternização em função dos jogos e pedimos à federação que estimule os clubes, dirigentes e jogadores a chamarem a atenção dos torcedores para que não haja aglomeração nem reuniões para assistir ao jogos para que possamos preservar e cuidar da vida das pessoas”, ressaltou Leite.

Segundo o presidente da entidade, uma campanha de conscientização já vinha sendo planejada e a partir desta sexta-feira (10/7) será executada. “Me comprometo, em nome dos clubes, de que os protocolos serão cumpridos à risca por todos nós”, afirmou Hocsman.

Ainda conforme o dirigente, o calendário de jogos está em fase final de definição, mas está confirmado que ocorrerão em apenas seis cidades (Porto Alegre, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Pelotas), para evitar deslocamentos e reduzir o contágio.

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.