Covid: Paula vai oferecer medicamentos para tratamento precoce de pacientes SUS

Atualizado às 23h30 de 10/07 |

A prefeitura de Pelotas participou com a Secretária de Saúde, Roberta Paganini, de uma reunião por teleconferência, realizada por quatro Associações de Municípios do Rio Grande do Sul, com prefeitos, convidando para o encontro médicos ligados à UFPel e UCPel que coordenam as unidades básicas de saúde sob responsabilidade das Universidades, para discutir a possibilidade de os municípios da região oferecerem nas suas redes de saúde o tratamento precoce de pacientes SUS. 

A prescrição só poderá ocorrer por decisão do médico e com a concordância do paciente.

Os medicamentos usados no tratamento precoce existem há anos no mercado, para tratar outras enfermidades, não covid. Testes em fases iniciais demonstram que podem ajudar, precocemente, embora a OMS e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária não os recomende oficialmente para tratar covid, por falta de comprovação dos efeitos positivos.

A reunião ocorreu na quarta-feira (8). Dela participaram diversos médicos, prefeitos e o senador gaúcho Luis Carlos Heinze, do PP. Na próxima segunda-feira (13) haverá uma segunda reunião sobre o mesmo tema, na Azonasul.

O site procurou a prefeita Paula para comentar o tema. Ela disse: 

PUBLICIDADE

“Os médicos dizem que esses medicamentos são eficientes, desde que ministrados precocemente. Dizem também que reduzem o número geral de hospitalizações. Mas usar o medicamento ou não será uma decisão particular de cada médico, que é o responsável por definir o tratamento em cada caso.”

“A minha disposição é de colocar esses medicamentos à disposição na Farmácia Municipal, inseri-los na lista de referência de medicamentos municipais, para que, caso um médico das nossas UBs (Unidades Básicas de Saúde) queira utilizar, possa fazer isso sem onerar o paciente. O município não vai recomendar o uso desses medicamentos, até porque faltam testes que comprovem a eficácia”.

“Sei que alguns municípios estão recomendando o uso. Não farei isso, recomendar, pois acho que não cabe a mim, que não sou médica, fazê-lo. O que farei será oferecer os fármacos na rede municipal para que possam ser utilizados nas condições que falei”.

“Acho que, nesse caso, o município deve ir até o ponto de difundir a informação e dar alternativas. É nesse sentido que eu pretendo agir”.

“Insistindo: pacientes SUS poderão fazer uso desses medicamentos, para tratamento precoce, desde que recomendados pelos médicos. Eles é que devem avaliar, com todo o cuidado, caso a caso. Quero adiantar também que não será imediata a oferta desses remédios, será preciso uma readequação dos protocolos de registro dos medicamentos nas listas de referência e comprar os lotes”.

2 thoughts on “Covid: Paula vai oferecer medicamentos para tratamento precoce de pacientes SUS

  1. Enfim, uma decisão sensata. Comprar o medicamento e oferecê-lo é a tarefa do administrador. Prescrevê-lo, do médico assistente!; aceitá-lo, do paciente!

  2. Disponibilizar a Ivermectina, para que seja utilizada como forma preventiva, pela Prefeita Paula Mascarenhas, é uma forma acertada de reduzir de forma significativa os casos de COVID-19 e, consequentemente, o tempo de quarentena.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.