Invermectina, a nova queridinha na luta contra a covid

O medicamento invermectina, droga vendida no mercado há muitos anos, como remédio contra parasitas, vem sendo objeto de interesse de algumas prefeituras no Brasil para tratamento precoce da covid-19, de repente superando até mesmo o interesse pela cloroquina, pelos efeitos animadores verificados em testes in vitro, laboratório.

Por exemplo, a prefeitura de Itajaí (SC) comprou 3 milhões de doses do medicamento para distribuir a moradores da cidade. Apesar de não haver comprovação científica sobre a eficácia do remédio no tratamento da covid-19 em seres humanos, a substância já foi entregue a 4 mil pessoas no 1° dia em quer os lotes chegaram, informa a prefeitura de Itajaí.

A Anvisa prefere a precaução. A Agência Nacional de Vigilância sanitária afirma que “os resultados encontrados in vitro não podem ser tomados como verdadeiros in vivo“, advertiu. Segundo a Anvisa, hoje há apenas um estudo em andamento no Brasil para a comprovação da eficácia do medicamento contra a covid-19. A iniciativa, porém, tem previsão de conclusão para julho de 2021 e não teve a anuência da Anvisa.

Vários prefeitos resolveram não esperar pela comprovação final, preferindo utilizar já a invermectina, apostando que pode dar certo.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.