Para Aliança Pelotas, restrições extras à bandeira laranja seriam “equivocadas”

Aliança Pelotas enviou ao site a nota abaixo:

Amadeu Fernandes, presidente da Aliança Pelotas, e Gilberto Petry, presidente da Fiergs

“Durante reunião na manhã desta segunda-feira (20), empresários integrantes da Aliança Pelotas avaliaram positivamente o retorno do município à bandeira laranja, porém defendem posição contundente contra o cerceamento das atividades econômicas além do protocolo preconizado pelo plano de Distanciamento Controlado do Governo do RS.

Os membros avaliam o esgotamento da posição de confinamento, o descrédito já gerado e o preço alto que Pelotas e região já estão pagando pela falta de suporte oferecido aos trabalhadores e empregadores, colocando em risco o setor produtivo com o colapso financeiro do comércio e serviços e aumento da taxa de desemprego.

A Aliança propõe o entendimento entre academia, profissionais de saúde, iniciativa privada, população e poder público para o equilíbrio das determinações, onde se enfatize mais as questões de proteção e conscientização da população. Para tal, o grupo anunciou o lançamento de uma campanha publicitária com o objetivo de envolver todas as camadas e setores da comunidade em um único objetivo.

NÚMEROS

Segundo dados apresentados durante a reunião, nos últimos quatro meses a cidade já registra 11 mil desempregados e cerca de 30 mil pessoas atingidas diretamente pela falta de postos de trabalho.

Pelotas também contabiliza oficialmente 400 CNPJs encerrados e aproximadamente 30% de prédios comerciais, localizados no centro da cidade, devolvidos aos proprietários.

“Insistir na estratégia de restrições, sem explicar como as pessoas sustentarão suas famílias e manterão o seu equilíbrio psicológico, é uma decisão equivocada. Precisamos, sim, preservar a saúde da população – física, mental e financeiramente,” sustentou o coordenador Fernandes”.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.