Sepultado homem assassinado em Rio Grande

O delegado Maiquel Fonseca, da 1ª Delegacia de Polícia de Rio Grande, assumiu a investigação do crime bárbaro cometido naquela cidade, na quarta-feira (22), quando que o carona (Márcio André da Conceição Loureiro, 41 anos) de um motorista de caminhão de gás foi linchado e morto a tiros, covardemente, no Bairro Getúlio Vargas.

Márcio tinha dois filhos, um de 17 e outro de um ano. A esposa dele está grávida. O enterro ocorreu às 15h desta quinta-feira (23).

O crime ocorreu depois que uma menina de 7 anos foi atropelada pelo caminhão. Motorista e carona desceram do veículo para prestar socorro à garota, mas foram agredidos por uma turba de moradores do bairro. O motorista conseguiu escapar, mas Márcio foi agredido, perseguido e morto. Após o crime, moradores saquearam o caminhão, roubando botijões de gás.

O assassino, irmão da garota atropelada e menor de 21 anos, foi preso em flagrante e autuado por homicídio qualificado. A garota está internada em hospital, em quadro estável, se recuperando.

Márcio, agredido e morto no Getúlio Vargas
Assassino de rio-grandino, após acidente com caminhão de gás, cumpria medida sócio-educativa em Pelotas

 

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.