Justiça quer que Marchezan detalhe plano para evitar colapso de leitos de UTI

A pedido do Ministério Público, a Justiça determinou que a prefeitura de Porto Alegre detalhe o plano de governo para enfrentar a emergência de caráter nacional e calamidade pública em razão da pandemia.

Três promotores pedem que os gestores municipais demonstrem à população quais medidas vão adotar para evitar o colapso do sistema de saúde, em especial quando Porto Alegre atingir o patamar de 383 pacientes com a Covid-19 internados em UTIs (de acordo com o divulgado na página da Secretaria Municipal da Saúde). Na tarde de hoje, havia 309 nessa situação, com mais 19 infectados, em emergências, esperando remoção, e 34 com sintomas da doença aguardando o laudo, já em leitos de UTI.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.