Site de Gravataí volta ao tema da perda pelo RS da empresa Mercado Livre

Site jornalístico Seguinte, de Gravataí, voltou a abordar o tema da perda, por Gravataí, da empresa Mercado Livre.

O prefeito da cidade gaúcha, Marco Alba (MDB), gravou mais de um vídeo de protesto ao governador Eduardo Leite (PSDB), pelo fato de governo do estado não ter dado retorno a tempo de garantir a instalação da ML naquele município, apesar de a prefeitura, segundo Alba, ter feito tramitar com agilidade todo o processo de licenciamento para receber a gigante do e-commerce.

Pela demora do governo do estado, a ML desistiu do RS e decidiu instalar sua unidade de distribuição de mercadorias em Santa Catarina.

Veja, abaixo, um trecho da matéria de O Seguinte (no final, um link para o texto integral, no site de origem.

Deu na RBS, hoje, e é mais um dos Grandes Lances dos Piores Momentos da perda do Mercado Livre, gigante do e-commerce que tinha alvará, endereço e já contratava para o investimento de meio bilhão e 2 mil empregos em um centro logístico, na ERS-118, em Gravataí.

Presidente-executivo da Iguatemi Empresa de Shoppings Centers, Carlos Jereissati Filho comanda um dos maiores grupos do segmento, duramente atingido pelas restrições nas atividades para evitar contaminação em série. Ao contrário de empresários que veem criticamente o “abre e fecha” dos negócios, avalia que é melhor ter tido a oportunidade de funcionar por algum período, como ocorreu em Porto Alegre, do que ficar 120 dias sem atividade, como em Belo Horizonte e Salvador:

– O pior dos mundos é permanecer o tempo inteiro fechado – afirmou à coluna durante entrevista em que também anunciou o início das operações de um novo segmento, o Iguatemi 365, uma plataforma de e-commerce que se define como “marketplace premium”.

Leia na íntegra – AQUI.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.