Em carta, prefeito de Gravataí convoca MDB a deixar governo Leite

Abaixo, a carta do prefeito de Gravataí, Marco Alba, ex-deputado estadual e secretário de governo.

Recentemente, Alba, do MDB, protestou contra a inércia do governo Leite em equacionar uma solução fiscal que ajudasse a manter no RS (em Gravataí, região metropolitana de Porto Alegre) um centro de distribuição da gigante do e-commerce Mercado Livre.

Marco Alba

LEVANTA-TE, MDB!

O MDB é gigante. Partido com o maior número de filiados, maior número de prefeitos e vereadores do Brasil, o MDB existe em todos os Estados da nação, em todos os municípios e rincões de nosso país. E o MDB gaúcho não é apenas gigante; é também diferente. Gigante por sua natureza democrática, pela virtude de seus homens e mulheres, pela responsabilidade com que constrói diariamente a política nos municípios do Rio Grande, se faz diferente pela coragem e altivez de seus líderes.

É impossível falar da história política recente do Rio Grande do Sul sem mencionar o MDB. Modernização, transparência, austeridade, lucidez, coragem no trato da coisa pública, são legados indeléveis de nossa história. Quando as circunstâncias exigiram decisões difíceis, politicamente perigosas até, coragem não faltou aos nossos governadores. As construções de consenso, os diálogos responsáveis e consequentes com aliados, opositores, entidades e a sociedade em geral, foram atributos de nossos governos e por estes somos lembrados até hoje.

Se hoje temos um polo petroquímico em Triunfo, uma GM instalada, duplicada e triplicada em Gravataí; se hoje temos passos dados em direção à modernização do Estado, à racionalização da máquina pública e ao pleno conhecimento pela sociedade da real condição econômica do Rio Grande, devemos a Pedro Simon, Antônio Britto, Germano Rigotto e José Ivo Sartori, governadores que foram capazes de fazer a diferença e, descruzando os braços, construíram verdadeiros pontos de inflexão na condução política do RS.

A lembrança de nossos governos indica nossa grandeza. Nosso partido é gigante e diferente. Por gigante que é, não pode se apequenar ao servir de mero apoio de plenário e, por diferente que sempre foi, não deve se igualar por mero adesismo. As reformas que iniciamos – e cuja implementação apoiamos – já foram aprovadas. E, após estas, o que se vê, a cada dia, é um governo sem agenda, personalista, que revive o patrimonialismo que tanto combatemos.

Já é hora de o MDB do Rio Grande restabelecer seu tamanho, em homenagem às qualidades de seus homens e mulheres. É hora de independência, senhoras e senhores.

MDB, LEVANTA-TE  E RETOMA O PROTAGONISMO DA  HISTÓRIA  DO RIO GRANDE.

Marco Alba, prefeito de Gravataí

MARCO ALBA

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.